Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Prévia da confiança da indústria cresce 0,4 ponto

FOLHAPRESS | 23/04/2019 | 05:02

Em decorrência da melhora na percepção dos empresários em relação aos negócios, a prévia da Sondagem da Indústria de abril de 2019, divulgada ontem (22), no Rio de Janeiro, pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV), sinaliza avanço de 0,4 ponto, devendo fechar o mês em 97,6.
A comparação é com o número final de março de 2019 para o Índice de Confiança da Indústria (ICI), quando o indicador fechou em 97,2 na série dessazonalizada. O número fechado para abril será divulgado na próxima segunda-feira (29).
Segundo a prévia, o Índice da Situação Atual (ISA) subiria 1,0 ponto, indo para 98,1 pontos, enquanto o Índice de Expectativas (IE) recuaria apenas 0,2 ponto, ficando em 97,2.
Já para o Nível de Utilização da Capacidade Instalada da Indústria (Nuci), o resultado preliminar de abril sinaliza queda de 0,3 ponto percentual, para 74,4%.
A prévia de abril de 2019 foi feita com base em consulta a 782 empresas, entre os dias 1ºe 16 deste mês.

Mercado
O mercado financeiro brasileiro aguarda a votação da proposta de reforma de Previdência na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Câmara para decidir o rumo dos investimentos.
Em decorrência dessa expectativa pela tramitação da reforma, o Ibovespa, principal índice acionário do Brasil, fechou praticamente estável nesta segunda-feira (22). O índice subiu apenas 0,01%, para 94.588 pontos.
Igualmente, o dólar comercial também não teve grande variação. A moeda americana encerrou o dia com valorização de apenas 0,05%, cotada a R$ 3,934.
O mercado aguarda a articulação do governo para acelerar a tramitação da reforma na Câmara.
A equipe econômica deve anunciar nesta segunda ou na manhã de terça o que o secretário especial de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho, chamou de “pequenas modificações” no texto que será votado na CCJ.
Em conversa com jornalistas antes de uma reunião com o ministro da Economia, Paulo Guedes, na tarde desta segunda, Marinho afirmou que, desde a última quarta (17), o governo conversa com líderes de partidos no Congresso para tentar conciliar as posições.
Ao mesmo tempo, a oposição também age para atrapalhar os planos governistas. Deputados oposicionistas querem suspender a votação marcada para esta terça- até que seja levantado o sigilo determinado pelo governo sobre estudos que embasam a proposta.
Além disso, o deputado Aliel Machado (PSB-PR) entrou com um mandado de segurança no STF (Supremo Tribunal Federal) pedindo a suspensão da tramitação na comissão. O pedido será analisado pelo ministro Gilmar Mendes.

T_economia22


Link original: https://www.jj.com.br/economia/previa-da-confianca-da-industria-cresce-04-ponto/
Desenvolvido por CIJUN