Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Torcedores e comerciantes estão prontos para a Copa

| 01/06/2014 | 00:15

O verde e o amarelo estão mais presentes nesta época do ano, com a Copa do Mundo. É assim na casa do comerciante Dorival Flávio Justino, 38 anos, que não poupou em tinta e bandeiras. Foram R$ 800 gastos entre pintor, materiais e enfeites, em quatro dias de trabalho. Tudo isso compensou, diz Dorival, e será ainda melhor se o Brasil fizer bonito em campo.

Sua casa fica sobre um salão, na Vila Comercial – que ele aluga para um amigo – que também está pintado. Nos dias dos jogos, Dorival reunirá ali sua família para assistir a todos os lances. Cada um dá sua contribuição em dinheiro ou comida para não faltar a cerveja e a carne. A festa, ele explica, continua depois dos jogos.

“É um clima familiar, entre pessoas próximas”, conta ele, corintiano com orgulho. “Minha casa está toda verde e, claro, já começaram algumas piadas de amigos, reclamando de tanto verde”, declara, em bom astral. “Mas isso é por algo maior: é pelo time do Brasil.” Dorival acredita que a seleção canarinho tem plenas chances de chegar à final – e conta, na opinião dele, com um grande time. “Torço para que jogue com a Holanda mais para frente, para darmos o troco.”

Há quatro anos, ele tinha um telão para assistir aos jogos da Copa. Como sua mulher o doou para a igreja, ele, a família e os convidados terão de assistir em uma televisão. “Nem por isso a nossa diversão será menor.”

Clima parecido invade a casa do oficial de Justiça e morador do Centro, Fábio Storari, que até encontrou um nome para a festa do primeiro jogo do Brasil, no próximo dia 12: “Arena Copa é no Fabião”. “Gosto disso: reunir os amigos e assistir aos jogos em minha casa, que tem um bom espaço”, conta Storari. Além dos amigos, do churrasco e da cerveja, ele pretende ainda deixar o ambiente com cara de Copa e colocar diferentes enfeites.

Para testar o ambiente, ele e alguns amigos já haviam feito algo semelhante na final da Liga dos Campeões da UEFA, há poucos dias. Agora, diz ele, está tudo pronto para ver a seleção brasileira em campo. No dia 12, além do dito “churrasco comunitário”, haverá apresentação do músico Marcos Lobão em sua casa, apenas para convidados e com o melhor da MPB. A festa começa às 17h, com o jogo, e segue noite adentro – com ou sem a vitória da seleção.

Sobre o clima frio que paira no ar por causa de protestos, Storari acredita que, depois dos jogos, as pessoas entrarão no clima e tudo vai mudar. “A Copa do Mundo é um grande evento e acho que perdemos o momento de protestar.”


Link original: https://www.jj.com.br/economia/torcedores-e-comerciantes-estao-prontos-para-a-copa/
Desenvolvido por CIJUN