Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Turista deve antecipar a compra de dólares

| 28/09/2014 | 21:11

A escalada da cotação do dólar nos últimos dias ameaça frustrar o orçamento dos turistas brasileiros que pretendem viajar ao exterior nos próximos meses. Comprar a divisa nesse momento é a recomendação de analistas, mas, ficando atento às oscilações, é possível parcelar a aquisição, fazendo uma média de cotações.

As perspectivas são as de que o dólar apresente uma tendência de valorização no longo prazo, devido ao fortalecimento da economia norte-americana – que eleva as perspectivas para alta de juros nos EUA – e, no Brasil, ao sobe e desce eleitoral, que acirra as oscilações. Adquirir a moeda agora é a opção para quem quer previsibilidade e deseja saber quanto vai gastar na viagem.

E, para o diretor da NGO Corretora de Câmbio, Sidnei Nehme, este é o melhor momento para adquirir a moeda. “Essa alta vai ficar e, se houver uma mudança na política monetária americana, ela [a cotação do dólar] vai mais acima. Não dá mais para pensar em dólar a R$ 2,20.” Apenas em setembro, o dólar à vista, referência nas operações do mercado financeiro, subiu 8,2% ante o real e fechou o último pregão da Bolsa cotado a R$ 2,42. Entre abril e julho, período de baixa da moeda, ela valia, em média, R$ 2,23.

Um outro ponto que pode afetar o comportamento da moeda é se o Banco Central mudar a força da sua intervenção no mercado de câmbio, como fez na semana passada, em que elevou o valor ofertado diariamente ao mercado, dificultando as previsões para o comportamento do dólar até o fim do ano. Alguns economistas, contudo, acreditam que a moeda ainda pode ceder um pouco ante o real até o final do ano, apesar do viés de valorização.

No boletim Focus da semana passada, os analistas econômicos ouvidos estimavam que a moeda vá terminar o ano cotada em R$ 2,34. Caso decida arriscar, o ideal é que o turista faça um planejamento para comprar a moeda ao longo dos próximos meses, de maneira parcelada, a fim de diluir eventuais perdas com o câmbio. “Se for viajar no fim do ano, faça uma média e vá comprando aos poucos, para poder se resguardar com relação a uma alta ou uma queda brusca”, afirma Mauriciano Cavalcante, diretor de operações de câmbio da corretora Câmbio Rápido.


Link original: https://www.jj.com.br/economia/turista-deve-antecipar-a-compra-de-dolares/
Desenvolvido por CIJUN