Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Varejo gerou 24,7% dos primeiros empregos desde 2013 em Jundiaí

FELIPE TOREZIM | 07/06/2018 | 05:45

O comércio varejista foi o ramo que mais deu oportunidades de primeiro emprego a jovens em Jundiaí nos últimos cinco anos (de janeiro de 2013 a dezembro de 2017). Segundo pesquisa realizada pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (Fecomercio-SP), em parceria com o Sindicato do Comércio Varejista (Sincomercio) de Jundiaí, dos 37.788 empregos gerados, 9.348 foram no varejo – isso represente 24,7% das admissões. Os índices foram apurados com base no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). “O varejo, além de ajudar a girar a economia, tem uma função social importante, pois é a que mais vem empregando um público que sofre com o desemprego, como os jovens”, explica o assessor econômico da Fecomercio-SP, Jaime Vasconcellos. “É um ramo que gosta de trabalhadores com experiência, mas visa mais buscar qualidades pessoais e polivalência, que geralmente é encontrado no jovem independente da experiência”, diz.

JUNDIAÍ CRIA 660 VAGAS DE EMPREGO NO PRIMEIRO QUADRIMESTRE DE 2018 

Jundiaí acompanha a média do estado. Em São Paulo, apesar de o mercado de trabalho ter eliminado cerca de 100 mil vínculos empregatícios formais nesse período nos últimos cinco anos houve 25% das contratações feitas pelo setor de varejo. Isso significa 2,7 milhões de empregos gerados. “O varejo é uma escola profissional, pois ensina relações interpessoais e uma polivalência que prepara o profissional para trabalhar em qualquer outro ramo”, avalia o assessor. Para o Presidente do Sindicato do Sincomercio Jundiaí, Edison Maltoni, esse é um dado positivo para a cidade, ainda mais quando se trata de primeiro emprego. “Jundiaí é uma cidade que tem a percepção da crise e demora para entrar, mas sai rápido. Por isso temos bons números em relação a empregos”, argumenta. “Temos uma mão de obra qualificada também. O jovem de hoje é antenado, busca informação e se enquadra no perfil do varejo”, completa Maltoni.

MAIS DADOS
Além do comércio varejista, os setores que completam o “top 5” de oportunidades em primeiro emprego, segundo o Caged, são: subsetor de serviços administrativos e técnico profissional (7.636); serviços de alimentação, alojamento e comunicação (5.761); serviço de transporte e comunicações (3.042); e indústria química (2.066).

Foto: Rui Carlos/Jornal de Jundiaí

Foto: Rui Carlos/Jornal de Jundiaí


Link original: https://www.jj.com.br/economia/varejo-gerou-247-dos-primeiros-empregos-desde-2013-em-jundiai/
Desenvolvido por CIJUN