Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Educação financeira começa em casa

| 27/09/2014 | 00:00

Quando se fala em educação, logo pensamos nos bancos escolares de excelentes escolas, outros idiomas, música, esportes. Ou ainda nos valores que devem ser ensinados na família, como respeito ao próximo, honestidade, amizade, solidariedade, mas muitas vezes esquecemos de algo fundamental com a qual as crianças terão que lidar cotidianamente na vida adulta: as finanças.

Existe uma frase do senso comum que afirma: “Não importa o quanto você ganha, mas quanto você gasta”. Tem famílias com orçamentos generosos que acumulam dívidas e mais dívidas e outros com modestos e apertados salários com as contas todas em dia. O motivo é simples: saber lidar com o dinheiro e organizar a vida financeira de acordo com o seu orçamento, seja ele qual for.

Algo necessário e fundamental na vida adulta e que deve ser ensinado desde cedo para as crianças. De acordo com o educador financeiro Pedro Braggio, a idade ideal para começar a dar dinheiro para os filhos é em torno de 6 a 7 anos, quando estes começam a ter noções de valores. “Mesmo mais cedo, entre 4 ou 5 anos, já poderão ser inseridos não a mesada propriamente dita, mas sim conceitos e aplicações sobre o que é caro, barato, se pode ou não pode comprar, etc”, explica o profissional acostumado a ensinar as pessoas a lidarem com suas finanças.


Link original: https://www.jj.com.br/especiais/educacao-financeira-comeca-em-casa/
Desenvolvido por CIJUN