Acervo

Projeto que visa desenvolver a competência leitora


Na Emeb Geraldo Pinto Duarte Paes, no Eloy Chaves, a biblioteca própria foi criada há cerca de dois anos e conta com cerca de 5 mil títulos. Segundo a diretora Nilba Katiane Sola Paduim, o foco do projeto é desenvolver a competência leitora nas crianças.

“Nós queremos que eles, os alunos, sejam capazes de buscar as informações que precisam sem necessidade de direcionamento. Acreditamos que o incentivo à leitura diária tem um papel importante no alcance dessa meta”, diz Nilba.

Na escola, os alunos visitam a biblioteca uma vez por semana, sempre acompanhados dos professores, e têm a oportunidade de retirar livros e levar para casa ou até mesmo ler no local, que foi ampliado recentemente. “Diminuímos um pouco o pátio para merenda e ampliamos a biblioteca. Temos uma professora readaptada que administra o acervo cinco horas por dia. Ela realiza também sessões de leitura com os alunos nas salas de aula”, explica a diretora.

A Emeb conta, também, com o projeto “Lendo para Preservar”, que orienta os alunos na leitura de livros com temática ambiental. “Dessa forma criamos desde cedo a preocupação com a sustentabilidade entre os nossos alunos”, diz Nilba. Por enquanto, apenas os pais que fazem parte da Associação de Pais e Mestres (APM) da Emeb Geraldo podem retirar os livros na biblioteca da escola para ler.

“Nosso foco é literatura infantil mesmo, então não temos títulos que interessam aos adultos. O que ocorre muito é os filhos escolherem livros para que os pais leiam para eles em casa”, diz. Entre os títulos preferidos pelos pequenos estão “Adivinha o Quanto Eu Te Amo”, de Sam McBratney e “Tudo Bem Ser Diferente”, de Todd Parr.


Notícias relevantes: