Esportes

F1 registra perda de 580 milhões no 3° trimestre


A Fórmula 1 registrou uma perda de US$ 104 milhões, aproximadamente R$ 580 milhões, no terceiro trimestre de 2020, enquanto a Covid-19 continua causando estragos, embora os fluxos de receita do esporte estejam começando a se recuperar. O F1 Group obteve receitas de US$ 597 milhões de julho a setembro, um valor menor em comparação com os US$ 633 milhões em 2019.

Ela também declarou prejuízo operacional de US$ 104 milhões no período, tendo obtido um lucro de US$ 32 milhões (cerca de R$ 178 milhões) no ano passado. A receita de taxas de corrida, TV e patrocínio é alocada pro rata por trimestre, refletindo quantas corridas ocorreram durante o período.

Os resultados do segundo trimestre da F1, de abril a junho, não foram representativos do impacto geral da Covid-19, já que nenhum GP ocorreu durante o período.

No entanto, 10 corridas, do total planejado da temporada de 17, foram realizadas de julho a setembro de 2020, em comparação com sete de 21 no mesmo período do ano passado.

(Das agências)


Notícias relevantes: