Esportes

Série B: Náutico vira sobre o Paraná e se afasta do Z-4


Série B: Náutico vira sobre o Paraná e se afasta do Z-4
Crédito: Reprodução/Internet

Poucas vezes o Estádio dos Aflitos, em Recife, foi palco tão adequado para uma partida como o duelo da noite desta sexta-feira (8). Pela 33ª rodada da Série B, Náutico e Paraná fizeram um confronto direto na fuga da parte de baixo da tabela. O time pernambucano ocupava a 16ª posição, com 35 pontos, enquanto o Paraná começou o confronto no 18º lugar, com dois pontos a menos. Então, as duas equipes não tinham escolha. Era vencer ou vencer.

Os paranistas promoviam a estreia do técnico Márcio Coelho, e começaram melhor o jogo. Inclusive, o primeiro gol da noite foi da equipe do sul. Aos 15, o zagueiro Hurtado completou muito bem cruzamento de Renan Bressan por trás dos defensores adversários. Mas, à frente no placar, o Paraná parou de jogar e, sem alternativas, o Náutico se atirou ao ataque.

Aos 30, teve um pênalti bem marcado pelo árbitro Alisson Sidnei Furtado. Mas o artilheiro Kieza bateu e o goleiro Renan defendeu no canto direito. Logo depois, o número 9 dos pernambucanos se redimiu. Recebeu no lado direito, já dentro da área e com pouco ângulo. Mesmo assim mandou uma bomba e estufou as redes do Paraná para igualar o placar.

Os dois times foram para os vestiários com o placar igualado em 1 a 1. Na volta, o ritmo do Náutico continuou o mesmo do final do primeiro tempo. Aos sete, Vinícius recebeu de Kieza e, cara a cara com o goleiro Renan, só não colocou os pernambucanos em vantagem porque o goleiro fez grande intervenção.

Aos 11, outro milagre de Renan. Ele defendeu outro pênalti. Dessa vez, quem cobrou foi o meia Jean Carlos. O Paraná praticamente não conseguia respirar. Só o Náutico atacava, e foi premiado aos 18. O atacante Erick recebeu um bom passe e mandou forte e alto para as redes. Era a tão esperada virada do Náutico. Placar final, 2 a 1.

Apesar da importante virada, e dos três pontos, o Náutico ainda ronda a zona de rebaixamento. Está em 15º, com 38 pontos. O Paraná é o antepenúltimo colocado com 33 pontos. Na próxima terça (12), o Tricolor tem um jogo de tudo ou nada contra o CSA em casa. No mesmo dia, o Timbu terá pela frente o líder América-MG, nos Aflitos.

CRB vence

No Rei Pelé, a noite de futebol foi de duelo entre equipes da zona intermediária da tabela. O CRB, 14º, com 40 pontos, e o Confiança, 12º, com 42. Essa paridade ficou evidente também em campo. Mas no final quem mais precisava da vitória se deu bem. Os donos da casa venceram por 2 a 0, gols de Reginaldo e Wesley.

Mas nos primeiros 45 minutos, o jogo não teve grandes oportunidades. Os donos da casa até tiveram mais posse de bola. Porém, foi um domínio improdutivo. Os visitantes praticamente só marcavam no campo de defesa, esperando uma possibilidade de contra-ataque.

As melhores chances apareceram depois dos 30 minutos. Após cobrança de falta, o artilheiro Lucão dominou e girou para assustar o goleiro Jean Drosny. O meia Régis também teve uma oportunidade. Ele chutou de muito longe e colocou o goleiro para trabalhar de novo. Depois disso, os erros de passes acabaram prejudicando muito o CRB, que não criou mais nada.

O jogo reiniciou na segunda etapa em outro ritmo. Logo aos dois minutos, o CRB abriu o placar. O lateral Reginaldo aproveitou falha da zaga do Confiança e tocou na saída do goleiro Jean Drosny.

Depois de quase sofrer o empate aos 30 minutos, a equipe da casa fechou o placar com um gol do volante Wesley. No contra-ataque, ele chutou rasteiro e contou com um desvio na zaga para balançar as redes.

Com o resultado, o CRB chegou aos 43 pontos, vai para a 12ª posição, e ultrapassa o Confiança, que seguiu com os mesmos 42 pontos e caiu para o 13º lugar. As duas equipes estão praticamente livres do perigo de serem rebaixadas à Série C na próxima temporada. Na próxima segunda (11), o CRB recebe o Guarani. No mesmo dia, o Confiança joga em casa contra o Operário.

Operário supera Oeste

Vencer para respirar aliviado. Esse era o objetivo do Operário-PR ao entrar em campo para o duelo da noite desta sexta-feira (8), no Estádio Germano Krüger, na cidade paranaense de Ponta Grossa, contra o Oeste.

Os três pontos eram fundamentais porque a equipe da casa estava na 12º na classificação, com 42 pontos, e chegando aos 45 ficaria praticamente livre de riscos de queda à Série C. Os visitantes ocupavam a lanterna da segundona com apenas 24 pontos, e precisavam vencer todos os últimos seis compromissos para seguirem com alguma chance de evitarem a queda.

O jogo foi bastante movimentado, mas as melhores chances foram do Operário. Por isso, o resultado final de 2 a 0, com um golaço de Rafael Oller e outro de Pedro Ken, convertendo um penalidade máxima , foi justo e aquilo que os paranaenses precisavam.

Na próxima segunda (11), o Operário, em 10º com 45 pontos, vai até Aracaju para enfrentar o Confiança. Na quarta (13), o Oeste, lanterna, visita o Cruzeiro na Arena Independência.

Veja a classificação atualizada da Série B do Brasileiro.


Notícias relevantes: