Esportes

Moleques de Xerém decidem, e Fluminense derrota Ceará no Castelão


Lucas Mercon
Fortaleza - 15/02/2021 - Arena Castelão. Fluminense enfrenta o Ceará esta noite em Fortaleza pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro 2020. FOTO: LUCAS MERÇON / FLUMINENSE F.C. . IMPORTANTE: Imagem destinada a uso institucional e divulgação, seu uso comercial está vetado incondicionalmente por seu autor e o Fluminense Football Club.É obrigatório mencionar o nome do autor ou usar a imagem. . IMPORTANT: Image intended for institutional use and distribution. Commercial use is prohibited unconditionally by its author and Fluminense Football Club. It is mandatory to mention the name of the author or use the image. . IMPORTANTE: Imágen para uso solamente institucional y distribuición. El uso comercial es prohibido por su autor y por el Fluminense Football Club. És mandatório mencionar el nombre del autor ao usar el imágen.
Crédito: Lucas Mercon

Garantido, por antecipação, na Libertadores após oito anos de ausência, o Fluminense se manteve vivo na briga para assegurar, também, vaga direta à fase de grupos da competição sul-americana. Nesta segunda-feira (15), o Tricolor bateu o Ceará por 3 a 1 na Arena Castelão, pela 36ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro.

O primeiro triunfo carioca sobre o Vozão em Fortaleza desde 2005 teve o toque dos moleques de Xerém, como são conhecidos os atletas revelados no clube. Os gols saíram dos pés dos atacantes John Kennedy, de 18 anos, Samuel, de 20, e do volante Martinelli, de 19. A equipe do técnico Marcão iniciou o duelo com cinco titulares (John Kennedy, Martinelli, o goleiro Marcos Felipe, o lateral Calegari e o atacante Luiz Henrique) formados no centro de treinamento que o Tricolor mantém em Duque de Caxias (RJ).

O Fluminense chegou aos 60 pontos, na quinta posição, a dois pontos do São Paulo, que aparece em quarto e é o último na zona de classificação à etapa de grupos da Libertadores. Se o Palmeiras, atual campeão sul-americano, também for vencedor da Copa do Brasil, o quinto colocado do Brasileiro avança à fase principal do torneio continental. O Tricolor possui quatro pontos de vantagem para o Grêmio, que está em sétimo lugar e é a única ameaça aos cariocas.

O Ceará, por sua vez, distanciou-se da briga por vaga na Libertadores. O Vozão tenta encerrar o Brasileiro na oitava posição, que pode render um lugar na fase preliminar do torneio sul-americano. Estacionado nos 46 pontos, na 12ª colocação, os alvinegros terão que ganhar os dois próximos compromissos e depender de tropeços de Athletico-PR, Corinthians, Santos e Red Bull Bragantino.

Sem vencer desde que atingiu a pontuação “mágica” dos 45 pontos e se livrou do rebaixamento, o Ceará teve a iniciativa na maior parte do primeiro tempo. Quando foi exigido, Marcos Felipe fez a parte dele. Aos dez minutos, o goleiro defendeu uma batida cruzada do lateral-esquerdo Bruno Pacheco. Aos 40, esticou-se no canto para salvar uma bomba de fora da área do volante Charles.

O Vozão também parou na falta de pontaria. Aos 18 minutos, o meia Fernando Sobral finalizou com perigo, da intermediária, à direita da meta. Aos 27, após uma bobeada do volante Yago Felipe, o atacante Saulo entrou na área pela direita e cruzou rasteiro para o meia Vina desviar ao lado do gol.

A primeira boa chance do Fluminense se deu apenas aos 31 minutos. Lançado pelo zagueiro Nino, John Kennedy entrou na área pela esquerda, mas se enrolou na hora de chutar e furou. Mas o jovem não se intimidou com o erro. Aos 43, o atacante recebeu do veterano meia Nenê, outra vez na esquerda, e bateu forte. O goleiro Richard tocou na bola, mas não evitou que o Tricolor abrisse o placar.

O Ceará retornou intenso do intervalo. Com dois minutos, na sequência de um bate-rebate na área, o zagueiro Nino salvou o Fluminense em cima da linha. Tal qual no primeiro tempo, o Tricolor foi mais efetivo quando chegou ao ataque. Aos 13 minutos, o lateral-esquerdo Egídio recebeu de Nino e recuou para Martinelli soltar a bomba e ampliar.

O Vozão não desistiu e pressionou os cariocas atrás do primeiro gol. Aos 24 minutos, após cruzamento de Vina, o meia Wescley cabeceou sozinho, mas para fora. Aos 31 minutos, enfim, o time da casa foi às redes, em pênalti cobrado por Vina, após falta dentro da área cometida por Calegari em cima do meia alvinegro. Aos 39, o camisa 29 foi novamente protagonista do ataque cearense, mas o chute cruzado, depois de ser lançado na esquerda, saiu ao lado da meta carioca.

Quando o empate do Ceará parecia ganhar corpo, outro moleque de Xerém deu as caras e decidiu para o Fluminense. Aos 42 minutos, Egídio cobrou falta na área e Samuel, que entrou no segundo tempo no lugar de John Kennedy, concluiu para as redes e definiu o marcador. Foi o primeiro gol do jovem camisa 28 como profissional.

O Ceará volta a campo neste sábado (20), às 18h30 (horário de Brasília), contra o já rebaixado Coritiba no estádio Couto Pereira, em Curitiba. Já no domingo (21), o Fluminense visita o Santos na Vila Belmiro, em Santos (SP), às 18h15. Os duelos são válidos pela 37ª e penúltima rodada do Brasileirão.

Veja a tabela da Série A do Brasileiro.


Notícias relevantes: