Esportes

Augusto Dutra planeja competir na América na preparação para Tóquio


Augusto Dutra planeja competir na América na preparação para Tóquio
Crédito: Reprodução/Internet

Já classificado para os Jogos Olímpicos de Tóquio, o atleta Augusto Dutra da Silva, do salto com vara, abriu mão da temporada de competições indoor na Europa para seguir treinando em São Paulo. “A pandemia tem dificultado muito as coisas. A princípio ia competir no indoor, mas aí pensando nos problemas enfrentados em aeroportos, ainda mais com a necessidade de transportar as varas, decidi evitar dor de cabeça e continuar treinando no Clube Pinheiros e participar de alguns poucos torneios aqui pela América”, disse à assessoria da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) o atleta paulista de 30 anos, que obteve o índice olímpico no dia 24 de agosto de 2019 ao saltar 5,80 metros em Paris (FRA). A estreia na temporada está prevista para o dia 28 de março, no Grande Prêmio de Atletismo da Argentina, em Buenos Aires.

Augusto Dutra é dono da segunda melhor marca da história no salto com vara na América do Sul, 5m80.

Lesionado na panturrilha esquerda e com dores nas costas, o atleta acabou perdendo uma semana de treinos recentemente. Mas, depois de estar recuperado dos problemas físicos com a ajuda do fisioterapeuta Marcos Vitullo, ele já retomou às atividades normais. “Já estou aumentando a altura do sarrafo, mudando as varas para saltar mais alto”, comentou o atleta, que tem 5,82 metros como recorde pessoal – a segunda melhor marca da América do Sul, atrás apenas dos 6,03 metros de Thiago Braz. Em fevereiro, Augusto foi um dos integrantes do Camping Nacional de Treinamento de Provas Individuais, realizado pela Confederação da modalidade e pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB) em Bragança Paulista. “Fiz todos os testes e avaliações do Laboratório Olímpico. As análises por fotocélulas do tamanho das passadas, por exemplo, são detalhadas e isso pode fazer a diferença”.


Notícias relevantes: