Esportes

Corinthians supera a Ponte de virada e vence a primeira no Paulistão

Após sair atrás do marcador, Timão marca com Mateus Vital e Jô em time com 14 baixas por covid-19


Divulgação
Matheus VItal Corinthians
Crédito: Divulgação

Mesmo desfalcado e cheio de problemas, o Corinthians venceu a Ponte Preta de virada por 2 a 1, na manhã deste domingo, na Neo Química Arena, em jogo válido pela terceira rodada do Campeonato Paulista – e voltou a comemorar uma vitória depois de sete partidas, encerrando o maior jejum sob comando de Vagner Mancini. A Macaca foi bem no primeiro tempo e saiu na frente, com gol de João Veras.

Sob temporal em Itaquera, o Timão conseguiu a virada com gols de Mateus Vital e Jô. Este último aproveitando rebote do pênalti que ele mesmo perdeu. Alívio para o domingo do Timão mesmo com tantos problemas.

O Corinthians chega aos cinco pontos e assume a liderança do Grupo A, enquanto a Ponte permanece com um ponto só, em terceiro lugar no Grupo B.

O Corinthians teve 14 baixas por causa da covid-19, incluindo nomes como Cássio, Fagner e Fábio Santos. Em meio a garotos e um time bem mudado, brilharam caras conhecidas da torcida: Mateus Vital foi o melhor em campo, criou chances e fez um golaço no segundo tempo, enquanto Jô entrou já sob chuva, foi importante e perigoso na bola aérea e marcou o gol da vitória, aproveitando rebote de pênalti.

Sálvio Spinola, comentarista dos canais Globo, viu falta de João Veras em Jemerson no lance do gol da Ponte Preta. Em campo, o árbitro Raphael Claus chegou a esperar análise do VAR, mas confirmou o gol pouco depois. Sálvio explicou o lance: “Para mim tem uma carga do João Veras no Jemerson, na hora que ele pula. Desequilibra o jogador do Corinthians, deveria ser marcada a falta na origem do gol”.

Já o pênalti sofrido por Mateus Vital, que originou o segundo gol do Corinthians, ele disse ter sido bem marcado: "Muito atrasado o Claus, mas é pênalti, carga, não tem disputa da bola, vai só nas costas do Vital. O pênalti é correto, a falta existiu".


Notícias relevantes: