Esportes

Jon Jones pede para ser cortado

A motivação para o pedido são as diferenças entre o lutador e seus empregadores


Divulgação
O lutador Jon Jones diz estar insatisfeito com as condições do UFC
Crédito: Divulgação

Jon Jones está frustrado com o tratamento que vem recebendo do UFC e particularmente do presidente da companhia, Dana White, e chegou ao ponto de pedir as contas. O ex-campeão do peso-meio-pesado publicou nas redes sociais, na tarde desta segunda-feira, um pedido para que a companhia o libere de seu contrato.

"Por favor, me liberem logo", escreveu "Bones" em post publicado na sua conta pessoal no Twitter. Menos de meia hora depois, ele apagou a publicação - algo que faz costumeiramente com provocações e mensagens polêmicas.

A motivação para o pedido, que mais soa como um desabafo do que uma súplica sincera, são as diferenças entre o lutador e seus empregadores em negociações no último ano. Jones não luta desde março de 2020, quando venceu Dominick Reyes e defendeu pela 11ª vez o cinturão dos meio-pesados. Alguns meses depois, o americano se disse insatisfeito com seu contrato e ameaçou se aposentar caso não recebesse mais.

Ainda em 2020, "Bones" voltou atrás na ideia de parar, mas anunciou que abriria mão do cinturão dos meio-pesados (até 93kg) para se testar na categoria de cima, o peso-pesado (até 120kg). Segundo ele, dirigentes do UFC haviam lhe dito através dos anos que ele seria bem recompensado caso subisse de peso.

 


Notícias relevantes: