Esportes

Coluna – Começa a temporada 2021 do futebol brasileiro


Cesar Greco
O técnico Abel Ferreira, da SE Palmeiras, é cumprimentado pelo técnico Rogerio Ceni do CR Flamengo, durante partida válida pela trigésima primeira rodada, do Campeonato Brasileiro, Série A, no Estádio Mané Garrincha. (Foto: Cesar Greco)
Crédito: Cesar Greco

O Flamengo conquistou o Campeonato Brasileiro nos dois últimos anos. No mesmo período, dois técnicos portugueses, à frente de times brasileiros (Flamengo e Palmeiras), faturaram a Copa do Brasil e a Copa Libertadores. Tanta superioridade será posta à prova no domingo (11), quando as duas equipes se enfrentam pelo título da Supercopa do Brasil, que, se não abre a temporada do futebol brasileiro, certamente chamará mais a atenção do que os estaduais em andamento.

O Flamengo já não tem Jorge Jesus no comando, mas, com Rogério Ceni, garantiu o bicampeonato brasileiro consecutivo e a vaga na Supercopa. O Palmeiras mantém Abel Ferreira, e o duelo entre o técnico brasileiro e o português é mais um ingrediente da decisão. E será que as equipes de Ceni e de Abel serão os protagonistas da temporada 2021?

O campeão da Supercopa vencerá um jogo, uma taça, mas de forma alguma poderá se declarar o favorito aos títulos do ano. Isto porque o Atlético Mineiro conta com um dos elencos mais recheados e caros, e é comandado pelo técnico Cuca, atual vice-campeão da Libertadores com um Santos bem mais fraco tecnicamente do que outros adversários continentais.

Mas, sinceramente, não acredito que outra equipe entre nessa briga em iguais condições aos três. É evidente que surpresas acontecem, mais ainda na Copa do Brasil, com jogos eliminatórios que permitem uma eliminação inesperada. Para isto basta um dia ruim. Na Copa Libertadores, o caminho das equipes será conhecido na próxima sexta-feira (9), no sorteio da Conmebol, mas os jogos eliminatórios, a partir das oitavas de final, também possibilitam surpresas. Mas a presença de equipes sul-americanas tradicionais faz com que a superioridade de Atlético, Flamengo e Palmeiras seja um pouco minimizada.

Numa análise mais profunda das três equipes que considero candidatas ao título do Brasileirão, arrisco que o Flamengo é o time mais qualificado e entrosado, até por conta dos dois anos de trabalho conjunto. Ceni e Abel estão à frente de suas equipes desde novembro, e nesse aspecto levam alguma vantagem sobre Cuca. No entanto, o técnico do Galo é mais experiente e com mais conhecimento do futebol brasileiro. Como Ceni, já ganhou um Brasileirão. Como Abel, já conquistou uma Libertadores. Além disso, já foi campeão por Flamengo e Palmeiras.

Mas técnico ganha jogo? E título? A final da Supercopa já poderá começar a responder essa pergunta.

* Sergio du Bocage é apresentador do programa No Mundo da Bola, da TV Brasil.


Notícias relevantes: