Esportes

São Paulo e Palmeiras fazem final após 28 anos

PAULISTÃO A decisão do Campeonato Paulista começa na noite desta quinta-feira no Allianz Parque


Divulgação
São Paulo e Palmeiras voltam hoje (20) a decidir uma final do campeonato estadual após quase 30 anos
Crédito: Divulgação

Palmeiras e São Paulo começam a decidir nesta quinta-feira, às 22h (de Brasília), no Allianz Parque, o título do Campeonato Paulista. Esta é a primeira vez que os rivais se encontram em uma decisão desde o Estadual de 1992.

Há pouco mais de 28 anos, o Tricolor levou a melhor sobre o Verdão, com duas vitórias, por 4 a 2 e 2 a 1, nos dias 5 e 20 de dezembro de 1992. Até o Paulistão de 2021, este era o único caso em que os rivais se encontraram em uma final.

A equipe do Morumbi, inclusive, tem retrospecto favorável contra o rival alviverde em jogos de mata-mata. São 13 vitórias em eliminatórias para o São Paulo, contra três do Palmeiras.

O triunfo mais recente do Tricolor veio na semifinal do Paulista de 2019, em que venceu nos pênaltis depois de dois empates por 0 a 0. A consagração ocorreu no Allianz Parque, com destaque para as defesas de Tiago Volpi e a cavadinha de Gonzalo Carneiro.

Já o último mata-mata vencido pelo Palmeiras foi também pelo Estadual, mas em 2008, na semifinal eternizada pelo gol de Valdivia, no Palestra Itália. O São Paulo até fez 2 a 1 na ida, mas o Verdão ganhou em casa por 2 a 0 e depois levou o título em cima da Ponte Preta.

Pela primeira vez, a final do Campeonato Paulista terá dois estrangeiros como técnicos. Do lado do Palmeiras, o português Abel Ferreira busca mais um troféu na já rica história à frente do clube (ganhou a Libertadores e a Copa do Brasil). No São Paulo, o argentino Hernán Crespo recebeu a missão de tirar o time de uma fila de quase nove anos.

Rivais na decisão do estadual de 2021, Abel e Crespo ainda apresentam estilos diferentes na beira do gramado, seja por comportamento ou até pela escolha do "outfit".

Enquanto o representante alviverde é mais agitado e adota uma vestimenta mais esportiva, com uniforme palmeirense, o comandante são-paulino surge com uma postura contrastante, mais discreto e ostenta um belo terno nos jogos da equipe tricolor.

 


Notícias relevantes: