Esportes

Santos busca se recuperar diante de Cianorte-PR pela Copa do Brasil


Santos busca se recuperar diante de Cianorte-PR pela Copa do Brasil
Crédito: Reprodução/Internet

Após três derrotas consecutivas, o Santos estreia sob pressão na Copa do Brasil. Nesta terça-feira (1°), o Peixe visita o Cianorte no estádio Albino Turbay, em Cianorte (PR), às 19h (horário de Brasília), no jogo de ida do confronto pela terceira fase da competição. O clube que se classificar à etapa seguinte embolsa R$ 2,7 milhões da premiação oferecida pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Seguir vivo no mata-mata nacional não é importante só esportivamente para o Peixe. O balanço financeiro de 2020 registrou déficit de quase R$ 120 milhões. Além disso, do ano passado até o último dia 8 de maio, o clube paulista teve de cumprir uma punição da Federação Internacional de Futebol (Fifa), que o impedia de registrar jogadores, por conta do não-pagamento pela contratação do atacante Yeferson Soteldo junto ao Huachipato (Chile).

Atuar fora de casa, porém, tem sido um tormento ao Santos na temporada. Em 12 jogos, somente uma vitória como visitante, no início de abril, diante do San Lorenzo (Argentina), pela fase preliminar da Libertadores. Para dificultar a missão diante do Cianorte, o rendimento defensivo nas competições de 2021 é ruim: foram 36 gols sofridos em 23 partidas por Campeonato Paulista, Libertadores e Campeonato Brasileiro.

O clube, por fim, quer evitar igualar a pior sequência de derrotas do ano. Entre 21 e 30 de janeiro (ainda pela temporada 2020), e de 20 a 28 de abril deste ano (envolvendo Libertadores e Paulista), o Santos saiu de campo superado quatro vezes seguidas. A série negativa, atualmente em três partidas, teve novo capítulo no último domingo (30), no revés por 3 a 0 para o Bahia, na Arena Fonte Nova, pela primeira rodada do Brasileiro. Na ocasião, os comandados do técnico Fernando Diniz sofreram, principalmente, com gols que surgiram pelas laterais.

"O problema não está nas duas laterais. Temos que melhorar a equipe de maneira geral. Todos têm que saber participar do sistema defensivo e da organização ofensiva. O Santos perdeu, não tem setor ou jogador que perdeu. Se tem responsável principal, é o treinador, que sou eu", afirmou Diniz, após a partida de domingo em Salvador, durante entrevista coletiva.

Apesar do tropeço, o técnico deve repetir a formação que encarou o Bahia, com João Paulo, Pará, Kaiky, Luan Peres e Felipe Jonatan; Alison, Jean Mota e Gabriel Pirani; Marinho, Kaio Jorge e Lucas Braga. Dos reforços anunciados semana passada, quem não estará à disposição é o lateral Moraes, emprestado pelo Atlético-GO, que já atuou na Copa do Brasil pelo Mirassol. O atacante Marcos Guilherme, cedido pelo Internacional, pode ir à campo normalmente.

O Cianorte se classificou à terceira fase da Copa do Brasil após eliminar Paraná e Santa Cruz nas etapas anteriores, sempre com vitórias por 1 a 0, arrecadando R$ 2,9 milhões de premiação. Nos dois confrontos, disputados em jogo único, o Leão do Vale foi o mandante. Pelo Campeonato Paranaense, a equipe finalizou a primeira fase em quarto lugar, mas foi eliminada nas quartas de final pelo Londrina, após um empate por 1 a 1 fora de casa e uma derrota por 3 a 0 no Albino Turbay. Da equipe que atuou no último duelo, os atacantes Gabriel Pereira (titular) Ávila e Wellington Melo (reservas) já deixaram o clube.

O técnico João Burse deve escalar o Leão com Bruno; Vitor Salvador, Eduardo Doma e Maurílio; Michel, Zé Vitor, Morelli, Gabriel Calabrês e Rael; Tales e Pachu. Deles, o meia Calabrês é um velho conhecido dos santistas, por ter sido revelado no clube paulista, onde atuou em 2018, sem ter o vínculo renovado na sequência.


Notícias relevantes: