Esportes

Brasil bate o Paraguai e segue líder com 100%

ELIMINATÓRIAS Neymar joga bem, Brasil quebra tabu de 35 anos e sobra na liderança com seis vitórias


Divulgação
Neymar marcou o primeiro e deu assistência para o segundo gol do Brasil na vitória por 2 a 0 contra o Paraguai
Crédito: Divulgação

Seis jogos, seis vitórias e seis pontos de vantagem para o segundo colocado nas eliminatórias da Copa do Mundo. Após mais uma semana com bastidores tensos, a seleção brasileira derrotou o Paraguai por 2 a 0, na noite desta terça-feira, no Defensores del Chaco, pela oitava rodada, e manteve o 100% de aproveitamento na competição, que teve duas rodadas anteriores adiadas pela covid-19. Os gols brasileiros foram marcados por Neymar, aos três minutos do primeiro tempo, após cruzamento de Gabriel Jesus, e Paquetá, no último minuto do confronto.

Também é o fim de um tabu de 35 anos sem vitórias brasileiras no Paraguai — foram quatro jogos desde então. Os gols que encerraram essa marca negativa foram marcados por Neymar logo no começo do jogo, o que o transformou em um dos maiores goleadores da história da seleção em Eliminatórias, e Lucas Paquetá já nos acréscimos do segundo tempo.

Passada a rodada dupla de Eliminatórias, as duas seleções iniciam a preparação para a Copa América que começa em cinco dias em território brasileiro. Pelo Grupo A, o Paraguai enfrenta a Bolívia na próxima segunda-feira (14), no estádio Olímpico de Goiânia. Já o Brasil, que está no Grupo B, entra em campo um dia antes, às 18h, contra a Venezuela, no Mané Garrincha.

O desempenho de Neymar contra o Paraguai vai além do recorde pessoal ou até do gol marcado e da assistência para Paquetá. Livre para desempenhar diversas funções no ataque da seleção graças às alterações do técnico Tite, o camisa 10 criou as melhores chances e praticamente não errou passes ou perdeu duelos pessoais. Ora como meia, ora como atacante, flutuou muito pela defesa rival para causar desequilíbrio e foi um perigo do começo ao fim, inclusive nas bolas paradas.


Notícias relevantes: