Esportes

Copa América tira 17 jogadores de times do Brasil

o Flamengo foi o time que mais cedeu atletas. Atlético-MG, Palmeiras, São Paulo, Corinthians, Cruzeiro, Grêmio e Internacional também tiveram de abrir mão


Lucas Figueiredo/CBF
Convocado, Gabigol desfalcará o Flamengo durante a Copa América
Crédito: Lucas Figueiredo/CBF

A Copa América deixou de ser exclusivamente sul-americana há muito tempo. Agora ela é global, pelo menos no que diz respeito aos clubes que fornecem os atletas para a competição. As 10 seleções são compostas por jogadores que atuam em 28 países diferentes, de três dos cinco continentes do planeta. Só não há representantes da Oceania e da África.

Do Brasil, são 17 convocados, que vêm de oito equipes. Entre eles, o Flamengo foi o time que mais cedeu atletas. Atlético-MG, Palmeiras, São Paulo, Corinthians, Cruzeiro, Grêmio e Internacional também tiveram de abrir mão de alguns de seus talentos temporariamente.

O Flamengo tem cinco representantes na Copa América. Dois deles estão na Seleção Brasileira: o atacante Gabigol e o meia Éverton Ribeiro. Os demais estão espalhados por outras seleções. O meia Arrascaeta (Uruguai), o lateral-direito Maurício Isla (Chile) e o volante Piris da Motta (Paraguai).

Depois do Fla, vem o Atlético-MG, com quatro convocados. Todos eles em rivais do Brasil: o atacante Jefferson Savarino (Venezuela), o zagueiro Júnior Alonso (Paraguai), o meia Alan Franco (Equador) e o atacante Eduardo Vargas (Chile).

O Palmeiras é o terceiro colocado na lista. Tem três representantes na Copa América. O lateral-esquerdo uruguaio Matias Viña, o zagueiro paraguaio Gustavo Goméz e o goleiro brasileiro Weverton.

(Das agências)

 


Notícias relevantes: