Esportes

Cerro prepara ofício para a Conmebol


Divulgação
Juiz apitou impedimento antes do fim do lance e VAR não pôde interferir
Crédito: Divulgação

Após a Conmebol reconhecer que o VAR errou ao anular o gol de Boselli na derrota do Cerro Porteño por 2 a 0 para o Fluminense em Assunção, pelo jogo de ida das oitavas de final da Libertadores, o clube paraguaio prepara uma resposta. Em entrevista à Rádio "ABC Cardinal 730 AM", Ariel Martínez, diretor do Cerro, anunciou que vão enviar um ofício para a confederação sul-americana exigindo uma decisão. Sem falar em suspensão da partida, ele cobrou um "ressarcimento":

"Merece uma decisão extraordinária porque é uma situação extraordinária. A punição (aos árbitros) não é suficiente. Está bem que os punam, que os afastem. Mas e nós? Tem que nos ressarcir de alguma maneira. Vamos apresentar uma nota, a equipe jurídica está trabalhando. Mas a Conmebol não precisa de uma nota para tomar medidas", afirma Martínez.

O VAR do jogo foi comandado pelo chileno Cesar Deishler. Nesta quarta, a Conmebol também anunciou uma mudança no VAR para a partida do Olimpia.


Notícias relevantes: