Esportes

Palmeiras larga com vantagem fora de casa

1 a 0 Veiga marca de pênalti e coloca o Verdão a um empate em casa das quartas de final da Liberta


Divulgação
Palmeiras comemora o gol de Raphael Veiga que deu a vitória no Chile por 1 a 0 pelo jogo de ida das oitavas
Crédito: Divulgação

O Palmeiras deu um primeiro passo importante rumo às quartas de final da Copa Libertadores. Jogando fora de casa, em Santiago, o Verdão venceu por 1 a 0 um duro jogo contra a Universidad Católica, pela ida das oitavas, e fica em vantagem para o confronto de volta, a ser realizado em São Paulo. O único gol da partida foi marcado no primeiro tempo, por Raphael Veiga, de pênalti, e o Verdão soube se defender em vários momentos para evitar o empate. O goleiro Weverton foi eleito o melhor em campo.

Raphael Veiga segue impecável desde que voltou ao Verdão: 12 gols em 12 pênaltis cobrados. Decidiu o jogo com a batida certeira que foi marcada só após consulta do árbitro ao VAR. Depois da ida ao vídeo, o árbitro uruguaio Andrés Matonte definiu que a bola na mão de Lanaro após chute de Deyverson foi passível de pênalti.

Mais posicionado na defesa, o Verdão viu Weverton ter trabalho e o adversário acertar a trave em cobrança de falta. O gol palmeirense foi marcado por Raphael Veiga em cobrança de pênalti, lance que foi confirmado pela arbitragem com o auxílio do VAR. No fim, Gutiérrez quase empatou em cobrança de falta no travessão. Na sequência, Valencia completou de cabeça, e Zé Rafael salvou em cima da linha.

"A gente sabe que Libertadores requer muita luta, muita competitividade. É dificil jogar no Chile, um grande adversário, os três últimos que vieram não conseguiram ganhar", disse o goleiro palmeirense após a partida.

Palmeiras e Católica voltam a se enfrentar na próxima quarta-feira, às 19h15 (de Brasília), no Allianz Parque. Qualquer empate dá a vaga ao Verdão, enquanto derrota por 1 a 0 leva a decisão para os pênaltis. Derrota por dois ou mais gols (ou por um gol de diferença, mas acima de 2 a 1) classifica os chilenos.


Notícias relevantes: