Esportes

Brasil leva susto, mas goleia em último amistoso

TÓQUIO Seleção Olímpica fica atrás no placar, mas deslancha no final e faz 5 a 2 nos Emirados Árabes


Divulgação
Seleção Olímpica encerra sua preparação com vitória e embarca rumo à Olimpíada da Tóquio nesta sexta-feira
Crédito: Divulgação

O placar de 5 a 2 pode enganar, mas o Brasil teve dificuldades para vencer os Emirados Árabes nesta quarta-feira, na cidade de Novi Sad, na Sérvia. No último amistoso antes dos Jogos Olímpicos, o time comandado por André Jardine saiu atrás com um gol contra de Nino e empatou ainda no primeiro tempo com Diego Carlos, de cabeça.

Na segunda etapa, novamente viu os adversários na frente, aos 21 minutos. Porém, dos 32 aos 45 do segundo tempo, o Brasil fez quatro gols com Reinier, Martinelli e Matheus Cunha (2), e conseguiu tranquilidade para o início das Olimpíadas.

Como ressalva, além da necessidade de ganhar entrosamento e evoluir na parte física, o Brasil ainda não contou com todos os jogadores convocados. Faltaram Douglas Luiz e Richarlison, que certamente serão titulares, além de Malcom, convocado por último e que se apresenta no Japão.

Antony foi a melhor alternativa ofensiva do Brasil. Ele distribuiu dribles, cruzamentos perigosos, perdeu chance clara, é verdade, mas foi o mais insinuante do time. Responsável pelas bolas paradas, bateu o escanteio que resultou no gol de Diego Carlos. Ainda precisa melhorar nas finalizações, mas o papel de articulador foi muito bem executado.

A melhora da seleção brasileira no segundo tempo passa pela participação mais efetiva do capitão e mais experiente do grupo: Daniel Alves. O time se encaixou melhor justamente quando Daniel achou seu posicionamento na faixa direita do campo, apoiando como se fosse um meia.

A seleção olímpica viaja na madrugada desta sexta-feira (16) para Tóquio. Richarlison e Douglas Luiz, que participaram da Copa América com a Seleção Brasileira, se juntaram nesta quinta ao grupo olímpico, mas não participaram da partida.


Notícias relevantes: