Esportes

STJD rejeita retorno de Caboclo


DIVULGAÇÃO
MPT segue com investigação contra Caboclo por acusação de assédio
Crédito: DIVULGAÇÃO

O STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) indeferiu, nesta quinta-feira (22), o Mandado de Garantia contra a decisão da Comissão de Ética da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) protocolado por Rogério Caboclo. Com isso, o cartola segue afastado da presidência da entidade.

"Assim é que diante da decadência do direito da parte de impetrar o presente Mandado de Garantia, falta à Inicial um dos requisitos essenciais, sendo pois, impositivo, o indeferimento da Exordial. Pelo exposto, INDEFIRO liminarmente a Inicial do Mandado de Garantia, na forma do art. 94 do CBJD", diz trecho do texto.

O presidente do STJD ressaltou que Caboclo perdeu o prazo de 20 dias - estipulado pelo CBJD (Código Brasileiro de Justiça Desportiva) - para questionar a decisão da comissão de ética de 6 de junho. O mandado de garantia só foi protocolado em 8 de julho.

Sem esse requisito cumprido, Otávio Noronha nem sequer examinou o mérito da questão e se baseou no artigo 94 do CBJD para indeferir o pedido.


Notícias relevantes: