Esportes

Santos perde para o Libertad e é eliminado

Sul-Americana Após vencer em casa por 2 a 1 e perder fora por 1 a 0, o Peixe fica de fora da semi


Divulgação
No rebote do goleiro João Paulo, Ferreira marcou o gol que classificou o Libertd e eliminou o Santos da Sula
Crédito: Divulgação

A polêmica regra do gol qualificado acabou com o sonho do título da Copa Sul-Americana para o Santos na noite desta quinta-feira (19). O Peixe perdeu o jogo de volta das quartas de final por 1 a 0 para o Libertad, no Defensores del Chaco, e foi eliminado pelo critério de gols marcados fora de casa. O time brasileiro havia vencido o duelo de ida por 2 a 1, na Vila Belmiro, marcando o segundo gol nos acréscimos.

O time paraguaio, que teve presença de dois mil torcedores no estádio, fez o único gol do jogo com Ferreira e avança às semifinais para enfrentar o Red Bull Bragantino. Sem reação após o gol sofrido, o time de Fernando Diniz agora se concentra em outras duas frentes: Campeonato Brasileiro e Copa do Brasil.

O jogo começou da pior maneira possível para o Santos, que aceitou demais a pressão do Libertad, não achou alternativas na saída de bola e começou a ver a bola rondar a área de João Paulo. O gol dos paraguaios parecia natural, e saiu logo antes dos 15 minutos, em jogada aérea: Melgarejo cobrou escanteio, Barboza se antecipou a Luiz Felipe para desviar, João Paulo defendeu, e Ferreira só empurrou a sobra para o gol.

Só depois disso que o Peixe, ainda que timidamente, tentou ter o domínio do jogo - passou a ficar com a bola, é verdade, mas naquela zona intermediária em que dificilmente levaria perigo ao goleiro Martín Silva. Foram muitas bolas alçadas e nenhum (exatamente, nenhum!) chute a gol. No fim, o clima chegou a esquentar após um pedido de pênalti por parte do Libertad.

Nem os seis atacantes que estavam em campo ao término da partia foram o suficiente para o gol do Peixe. Estavam em campo Marcos Guilherme, Marcos Leonardo, Lucas Braga, Ângelo, Bruno Marques e Raniel, o último a entrar, na vaga do zagueiro Luiz Felipe. Mesmo assim a equipe de Fernando Diniz conseguiu criar: foram apenas quatro finalizações em 90 minutos.

O Libertad vai enfrentar outro brasileiro, o Red Bull Bragantino nas semifinais da Sul-Americana, nas semanas de 22 e 29 de setembro. Do outro lado da chave, Peñarol e Athletico-PR também disputam uma vaga na grande final, marcada para o dia 20 de novembro, em Montevidéu.


Notícias relevantes: