Esportes

Senegal vira e elimina o Brasil no futebol de areia

SEMIFINAL Seleção Brasileira chega a fazer 3 a 1, mas cede o empate e leva a virada na prorrogação


Divulgação
Brasil é suspreendido por Senegal, cede a virada na prorrogação e está fora do Mundial de futebol de areia
Crédito: Divulgação

O Brasil está fora do Mundial de Futebol de Areia de Moscou. Em uma partida dramática, em que chegou a abrir dois gols de vantagem, os brasileiros perderam por 5 a 4 para Senegal (3 a 3 no tempo normal e 2 a 1 na prorrogação), amargando a eliminação nas quartas de final. É a primeira vez que os senegaleses avançam a uma semifinal de Mundial. Na final, eles irão enfrentar o Japão, que bateu a seleção do Taiti.

Raoul Mendy e Mandione Diagne foram os heróis senegaleses com dois gols cada. Mamour Diagne completou o placar. Pelo Brasil marcaram: Rodrigo (dois), Catarino e Zé Lucas. Esta é a segunda vez seguida que a seleção brasileira cai nas quartas de final do Mundial. Em 2019, o algoz foi a Rússia.

O Brasil começou a partida buscando o ataque, e, com menos de dois minutos, o goleiro Seyni evitou um gol de Mauricinho. O lance foi um prenúncio do que viria a seguir. Após troca de passes rápida do ataque brasileiro, Mauricinho serviu Rodrigo, que abriu o placar num chute certeiro. O Brasil queria mais. Aos quatro, Edson Hulk acertou a trave em cobrança de tiro livre.

Aos nove, Senegal chegou ao empate. Em chute de longe Seyni, Mamour Diagne deu leve desvio tirando a bola do alcance de Rafa Padilha.

A três minutos do fim do primeiro tempo, o Brasil voltou a ficar à frente. Após receber lançamento longo, Catarino deixou a bola quicar e encheu o pé para fazer 2 a 1. Embalado, o Brasil marcou o terceiro gol na sequência, quando Catarino fez o passe alto e Zé Lucas emendou de voleio, definindo o placar da etapa.

O terceiro tempo mal começou, e Mandione Diagne diminuiu para Senegal num desvio de cabeça. A dois minutos do fim, porém, veio o baque. Em cobrança de falta frontal, Raoul Mendy acertou o canto esquerdo de Rafa Padilha, fazendo 3 a 3.

O jogo seguiu dramático no tempo extra, e, com três minutos corridos, Raoul Mendy colocou Senegal na frente. Após o gol, o Brasil se mandou todo ao ataque e acabou castigado num gol de Mandione Diagne: 5 a 3. Sem abdicar da partida, a seleção diminuiu logo depois da saída de bola com Rodrigo. Mas já era tarde para buscar o empate, e a classificação ficou mesmo com Senegal.


Notícias relevantes: