Esportes

Inter vence a terceira seguida e deixa o Bahia na zona de rebaixamento


Divulgação
Inter vence a terceira seguida e deixa o Bahia na zona de rebaixamento
Crédito: Divulgação

O Internacional venceu a terceira partida seguida no Brasileirão. Neste domingo (26), o time gaúcho fez 2 a 0 no Bahia, pela 22ª rodada, no Beira-Rio. O resultado foi construído com gols de Yuri Alberto e Rodrigo Dourado, e deixou o time baiano na zona de rebaixamento.

O Colorado segue perto da linha de classificação para a próxima Libertadores. Com 32 pontos, em sétimo, está um atrás do Corinthians, o último na linha de qualificação. Já o Bahia permaneceu com 23 pontos e está em 17°, na zona de queda para Série B.

Foi a terceira vitória consecutiva do Colorado, que tinha vencido Sport e Fortaleza. Agora são oito jogos de invencibilidade na competição para os comandados de Diego Aguirre.

O Inter volta a campo no próximo sábado (2) para encarar o Atlético-MG. Já o Bahia recebe o Ceará no mesmo dia.

 

FOI BEM: YURI ALBERTO

 

Yuri Alberto marcou mais uma vez. Após cobrança de escanteio de Edenilson, colocou na rede o gol que abriu o placar.

 

FOI MAL: PATRICK

 

Patrick não conseguiu promover as vitórias pessoais que caracterizam seu futebol. Mais uma vez, o meio-campista acabou sacado no segundo tempo.

 

TAISON RETORNA

 

Taison voltou a ser titular do Inter. Depois de um período lesionado, o atacante foi escalado na posição em que está acostumado a atuar. No início da partida, teve uma boa conclusão e participou das principais ações ofensivas do time. Desgastado, deu lugar a Paolo Guerrero na etapa final.

 

O JOGO DO INTER

 

O Inter sofreu de um problema conhecido. Teve posse de bola, domínio do jogo, mas criou poucas oportunidades de gol. O time de Diego Aguirre circulou muito e rondou a área do rival em busca dos espaços que não apareceram. Até que em uma cobrança de escanteio Edenilson achou Yuri Alberto, que abriu o placar. Na frente, o Colorado passou a explorar os contra-ataques e focar cada vez mais na busca pelos espaços às costas dos laterais e zagueiros do rival, e ainda conseguiu o segundo gol.

 

O JOGO DO BAHIA

 

Perto dos cinco minutos do primeiro tempo, a lesão de Rodriguinho deu a Diego Dabove a oportunidade de jogar o Bahia ao ataque. O treinador promoveu a entrada de Gilberto e passou a atuar com dois centroavantes, dois pontas e Mugni, que é meia, como um dos centrais. Além de ter laterais de vocação ofensiva, como Nino Paraíba e Juninho Capixaba. Mas nem uma equipe tão inclinada ao ataque foi suficiente para construir pressão. O Bahia alternou bons momentos com algumas falhas ao longo do jogo.

 

INTER DE ROUPA NOVA

 

O jogo deste domingo marcou a estreia do novo terceiro uniforme do Inter. Em um tom de roxo definido como "merlot", a camisa recebeu muitos elogios dos torcedores.

 

 

 

INTERNACIONAL

 

Daniel; Heitor (Gustavo Maia), Bruno Méndez, Cuesta e Paulo Victor; Dourado, Lindoso, Edenilson, Patrick (Mauricio) e Taison (Guerrero); Yuri Alberto (Palacios). Técnico: Diego Aguirre

 

 

 

BAHIA Mateus Claus; Nino Paraíba, Lucas Fonseca (Gustavo Henrique), Luiz Otávio e Juninho Capixaba; Edson (Patrick), Mugni e Rodriguinho (Gilberto); Ruiz (Galdezani), Isnaldo (Thonny Anderson) e Rodallega. Técnico: Diego Dabove

 

 

 

Local: Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)

 

Árbitro: Bruno Arleu de Araújo

 

Auxiliares: Rodrigo Figueiredo e Michael Correia

 

VAR: Carlos Eduardo Nunes Braga

 

Cartões amarelos: Mugni, Gilberto (BAH); Heiton, Cuesta (INT)

 

Gols: Yuri Alberto, do Inter, aos 39 minutos do primeiro tempo; Rodrigo Dourado, do Inter, aos 30 minutos do segundo tempo


Notícias relevantes: