Esportes

Jogadores querem o fim do Brasileirão ainda este ano

SÉRIE A Clubes pretendem evitar que o campeonato seja prorrogado para os primeiros meses do ano que vem, como foi em 2020


Cesar Greco
Jogadores e clubes não querem terminar o campeonato no ano que vem
Crédito: Cesar Greco

Jogadores de 19 clubes da Série A assinaram um documento enviado para a CBF pedindo para que as rodadas do Campeonato Brasileiro não sejam adiadas. A ideia do movimento é reforçar a necessidade do encerramento do torneio na data prevista, no dia 5 de dezembro.

Por causa da crise provocada pela pandemia, o calendário do ano passado já havia sofrido ajustes, o que impactou nas férias dos profissionais do futebol. Os atletas argumentam que mais uma alteração pode prejudicar novamente o período de descanso e comprometer o início da próxima temporada.

O documento é assinado por atletas do América-MG, Chapecoense, Atlético-GO, Ceará, Athletico, Atlético-MG, Cuiabá, Bahia, Juventude, Fluminense, Fortaleza, Grêmio, Red Bull Bragantino, Santos, São Paulo, Palmeiras, Corinthians, Inter e Sport. Nenhum atleta do Flamengo assina o documento.

A Confederação Brasileira de Futebol decidiu esticar o calendário por causa das Eliminatórias Sul-Americanas. A entidade adiou em setembro e se comprometeu a adiar novamente as partidas dos clubes que tiveram jogadores convocados para as rodadas do início de outubro.

O assunto, porém, ainda causa divergência dentro da CBF. A expectativa era de que uma decisão pudesse ser anunciada nesta semana.

Volta do público

O Athletico vai convocar uma reunião do Conselho Deliberativo, na segunda-feira, para definir sobre a volta ou não da torcida à Arena da Baixada na sequência da temporada.

A posição vem um dia depois do Conselho Técnico de clubes da Série A do Brasileiro aprovar o retorno da torcida a partir da 23ª rodada da competição: o Furacão foi o único a votar contra essa liberação já no próximo fim de semana. O Rubro-Negro, aliás, vem defendendo portões fechados até o fim do campeonato.

O presidente do Athletico, Mario Celso Petraglia, já deixou claro que, por ele, o público só voltará para a Arena da Baixada quando a pandemia estiver controlada. Porém, o dirigente decidiu convocar a reunião do Conselho Deliberativo do clube para detalhar os prós e contras de um retorno da torcida neste momento.


Notícias relevantes: