Esportes

Cássio fala sobre planos de jogar pelo Corinthians até os 40 anos de idade


Divulgação
Cássio fala sobre planos de jogar pelo Corinthians até os 40 anos de idade
Crédito: Divulgação

Dono de nove títulos com a camisa do Corinthians e prestes a completar dez temporadas como jogador do clube, o goleiro Cássio não deve ceder a posição para algum substituto tão cedo. Aos 34 anos de idade, o ídolo da Fiel falou que tem planos de atuar profissionalmente por mais seis temporadas antes de anunciar a aposentadoria.

"É o maior clube do futebol brasileiro, só quem jogou aqui sabe o que é vestir essa torcida. Eu cheguei à décima temporada jogando ano a ano. Para goleiro, tenho muita coisa para dar ainda. Tenho em mente jogar até os 40 anos, me cuidando dentro e fora de campo, desempenho bom. Falar sobre o futuro é difícil, espero vestir o maior tempo possível a camisa do Corinthians. A gente olha para trás e vê o tanto que construiu. Me sinto feliz. Isso me motiva a querer mais, melhorar mais, bater marcas, bater recordes. Tenho muito respeito por todos e isso torna o Corinthians tão grande como é hoje. É um momento feliz que estou vivendo", afirmou o jogador em coletiva de imprensa virtual no CT Joaquim Grava.

Neste sábado (2), contra o Red Bull Bragantino, Cássio atingirá a marca de 550 jogos com a camisa do Corinthians e igualará a marca de Cláudio (o maior artilheiro da história do Alvinegro, com 305 gols) como o sétimo atleta que mais vezes atuou pelo Alvinegro.

Identificado com a torcida, figura de liderança dentro do elenco e respeitado também fora do clube do Parque São Jorge, Cássio voltou a dizer que apenas terá conhecimento de sua grandeza na história do Corinthians quando pendurar as luvas e ter o distanciamento histórico. O jogador falou sobre a figura de Ronaldo e citou outros ex-goleiros para exemplificar seu pensamento.

"Muitas vezes atingi metas que a assessoria de imprensa me fala e eu nem fazia ideia. Construí uma coisa bem bacana aqui. Posso até passar o Ronaldo, mas para mim ele sempre será o maior goleiro da história do Corinthians. Fico feliz porque não tenho vaidade. Já vi várias vezes ele falando bem de mim. Quem ganha é o Corinthians. Vários outros goleiros como Dida, Júlio César e Gilmar, ajudaram o clube a ter esse tamanho. Fico lisonjeado", concluiu o dono da camisa 12 do Corinthians.


Notícias relevantes: