Esportes

Palmeiras tem ano ruim da defesa mesmo com Weverton e Gómez entre os titulares

O clube tem a quarta pior defesa do Campeonato Brasileiro, com 32 gols sofridos em 25 jogos


DIVULGAÇÃO
O goleiro Weverton está ansioso para a partida contra o Grêmio
Crédito: DIVULGAÇÃO

O Palmeiras tem a quarta pior defesa do Campeonato Brasileiro, com 32 gols sofridos em 25 jogos.

Faltando 13 rodadas para o fim da competição, o clube alviverde está a apenas cinco de igualar o número de vezes que foi vazado no campeonato inteiro de 2020.

O número é espantoso e já foi discutido por Abel Ferreira em entrevistas coletivas, bem como se tornou objeto de atenção da diretoria do clube. De fato, não resta dúvida que a defesa do Palmeiras é o fiel da balança de uma campanha que pende para baixo na atual temporada.

A parte defensiva vai tão mal que mesmo os principais jogadores do setor, Weverton e Gómez, tiveram pouco impacto positivo no desempenho. De volta das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2020, no Catar, a dupla, assim como Piquerez, reforça o Palmeiras contra o Internacional às 16h deste domingo (17).

Com o goleiro da seleção brasileira e o capitão paraguaio em campo, em 12 jogos juntos, o Palmeiras sofreu 15 do total de 37 gols que levou até agora, média de 1,25 gol por jogo. A média geral do time é 1,28, o que mostra que eles não vêm conseguindo fazer a diferença em termos numéricos.

O Palmeiras, inclusive, conquistou menos pontos em média quando a dupla jogou do que sem ela: 1,16 contra 1,6. Mas isso até tem explicação, dado que os dois costumam ser escalados nos jogos mais duros do time, como contra Flamengo, São Paulo, Atlético-MG, Fortaleza e Corinthians.

Em 2020, os jogadores fizeram 20 jogos juntos e sofreram apenas 16 gols -0,8/jogo-, além de terem conquistado 1,8 ponto por partida em média. Com eles, os números do time eram bem superiores aos 0,97 gol sofrido por partida e 1,52 ponto conquistado a cada 3 disputados da atual campanha geral.

Se a defesa palmeirense estivesse um pouco melhor, a pontuação do time certamente seria mais alta, já que o ataque no Brasileiro deste ano vem com média maior que o da equipe em 2020. Até aqui, o Palmeiras fez 37 gols em 25 jogos, média de 1,48. No ano passado, a média foi de 1,34 -51 em 38 partidas.

Weverton se reapresentou ao Palmeiras na sexta (15), assim como Piquerez. Já Gómez foi liberado para voltar às atividades no CT apenas neste sábado (16).

O goleiro, reserva nos três jogos do Brasil, pode praticamente ser confirmado como titular. O lateral uruguaio, que substituiu Viña no intervalo da partida contra a seleção brasileira e atuou por menos de um tempo contra a Argentina, também deve estar disponível para ser escalado por Abel.

Já Gómez, titular do selecionado guarani nas três rodadas das Eliminatórias disputadas nessa convocação, tem alguma chance de ser poupado, a depender da avaliação do núcleo de saúde e performance do clube. Renan poderá substituí-lo, já que Kuscevic deixou a última partida, contra o Bahia, lesionado.

Por enquanto, a escalação provável do Palmeiras é a seguinte: Weverton; Marcos Rocha, Luan, Gómez e Piquerez; Felipe Melo, Zé Rafael, Raphael Veiga e Dudu; Rony e Luiz Adriano.

Do lado colorado, o técnico Diego Aguirre trata Rodrigo Lindoso, Maurício e Patrick como dúvidas. Eles têm sido titulares absolutos na escalada do Inter, que já soma 39 pontos, um a menos que o Palmeiras, e aparece na sétima colocação, duas abaixo do time alviverde.

Estádio: Allianz Parque, em São Paulo (SP)

Horário: 16h (de Brasília) deste domingo (17)

Árbitro: Bráulio da Silva Machado (FIFA-SC)

VAR: Wagner Reway (FIFA-PB)

Transmissão: TV Globo e Premiere


Notícias relevantes: