Esportes

Futsal de Orlândia decai e vive novela desde 2016

REFORMA Sem seu ginásio, equipe que já foi a melhor do mundo tem mudado de cidade em cidade


Divulgação
Orlândia foi campeão de tudo em 2013, mas reforma inacabada no seu ginásio fez o time perder o brilho
Crédito: Divulgação

Desde 2016, a casa do vitorioso futsal do Orlândia vive uma novela que se estendeu além do planejado e que ainda não tem um final feliz. O ginásio Maurício Leite de Moraes entrou em obras há cinco anos e, atualmente, depende de liberação de verba na Caixa Econômica Federal (CEF) para ser finalizado.

Neste meio tempo, três gestões passaram pela prefeitura de Orlândia, a empresa responsável pela obra quebrou e o ginásio teve suas obras paralisadas várias vezes, incluindo o atual momento. O time, até então símbolo da cidade, virou um nômade no futsal, com várias mudanças de sede.

"A obra do ginásio está cerca de 95% feita. Desses 95%, o que faltam são dois convênios, que têm dois valores, como se fossem duas obras em uma só, e a gente está aguardando apenas a Caixa Econômica Federal, que faz a gestão de recursos da obra, liberar uma nova licitação" explicou Leonardo Alves, secretário de obras de Orlândia.

Contudo, ele mesmo deixa claro que os detalhes que faltam não são tão simples, pois a liberação de verbas públicas se tornou um dos principais empecilhos na conclusão do projeto, já que a forma com o qual os recursos foram liberados arrastaram o prazo final.

"O que aconteceu, na verdade, é que se trata de uma ampliação em que 80% é em pré-moldado de concreto. Você não consegue fazer por partes, é preciso fazer inteiro, só que o recurso do governo veio em partes, eles vão mandando o dinheiro em pequenas partes. A empresa não tinha capital para bancar o valor dessa parte pré-moldada, então precisava esperar o dinheiro do governo para ter o dinheiro para a obra", explicou o secretário.

Por conta do imbróglio, o clube, comandado pela empresa Intelli, se mudou para São Sebastião do Paraíso (MG), São Carlos, Dracena, e, atualmente, tem sede em Santo André, apesar de mandar seus jogos em São Bernardo do Campo, município vizinho.

Não existe nenhuma garantia de que a equipe, campeã paulista, brasileira e eleita a melhor do mundo em 2013, retorne à cidade natal, mesmo quando o ginásio estiver finalizado.


Notícias relevantes: