Esportes

ATP mira na sustentabilidade


DIVULGAÇÃO
ATP firma compromissos com a sustentabilidade para a temporada 2022
Crédito: DIVULGAÇÃO

A 26ª Conferência das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas (COP 26), que acontece em Glasgow, na Escócia, juntou a grande maioria dos principais líderes para discutir ações para diminuir a emissão de gases poluentes e o avanço intenso das alterações no clima ao redor do globo. Após reiterar o apoio ao evento, a ATP (Associação dos Tenistas Profissionais) revelou ter se juntando à ONU em prol da sustentabilidade dentro do circuito.

Ao lado de outros órgãos ligados ao esporte e de governos, a ATP firmou um compromisso denominado de Esporte para Ação Climática da Organização das Nações Unidas, cuja sigla em inglês é UNSCA. E as primeiras metas já foram definidas. O principal objetivo é reduzir em 50% todas as emissões de gases do efeito estufa no circuito profissional até 2030. E não para por aí. Até 2040, espera-se que essa emissão seja zerada.

O compromisso firmado junto à ONU foi integrado ao programa ATP Serves, projeto que visa transformar o esporte cada vez mais sustentável e aliado aos órgãos que combatem as mudanças climáticas. Para isso, a entidade contratou os britânicos Jonatahn Smith, Amanda Curtis e Kate Chapman, três especialistas em sustentabilidade, para que possam desenvolver ações a longo prazo que compactuem com essa agenda de responsabilidade socioambiental.


Notícias relevantes: