Esportes

Hamilton vence GP de São Paulo depois de largar em décimo

Valteri Bottas completou o pódio, chegando em terceiro. Em seguida, vieram Pérez (4º) e Leclerc (5º)


Divulgação/F1
Hamilton disputou a liderança com Verstappen
Crédito: Divulgação/F1

Lewis Hamilton venceu o GP São Paulo de Fórmula 1 com um desempenho impecável. O piloto, que havia largado em 10º, se recuperou e brigou com Max Verstappen pela ponta, até conseguir.

Na classificatória, Hamilton já havia mostrado que chegou no Brasil disposto a diminuir a diferença que a Red Bull tinha na liderança do mundial. Por punição por irregularidade na asa móvel, o britânico largou em 20º no sprint, e, também por penalidade, largou em décimo no Brasil.

Valteri Bottas completou o pódio, chegando em terceiro. Em seguida, vieram Pérez (4º) e Leclerc (5º).

A CORRIDA

A Red Bull largou com qualidade, Max Verstappen ultrapassou Valtteri Bottas, da Mercedes, logo na largada. Já Lando Norris, que partiu em quinto, foi o primeiro a visitar os boxes porque acabou furando um dos pneus ao errar sozinho quando tentou ultrapassar Carlos Sainz. Voltou para a pista em 20º.

Enquanto isso, Hamilton subiu de décimo para sétimo enquanto Yuki Tsunoda, em 14º, perdeu a asa dianteira num choque com Lance Stroll.

Quando Hamilton estava em sexto, ultrapassou Sebastian Vettel na segunda volta e partiu pra cima de Sainz no giro seguinte, ocupando a quinta colocação.

Enquanto na frente Verstappen abria 1s1 sobre Pérez, Hamilton deixava para trás Charles Leclerc e, com Bottas abrindo o caminho, já aparecia em terceiro, isso ainda na volta 5.

Ocorreu a entrada do carro de segurança na pista depois que Tsunoda tocou em Stroll e detritos ficaram na pista. A relargada aconteceu na 10ª volta e Bottas ajudou Hamilton a não ser ultrapassado por Leclerc.

Outro toque ocorreu entre Mick Schumacher e Kimi Raikkonen. O alemão precisou fazer reparos no carro.

Na 18ª volta, Hamilton usou a asa móvel e ultrapassou Pérez. Os pilotos duelaram pela posição, mas Hamilton ficou com a melhor.

Depois de paradas nos boxes, Hamilton conseguiu diminuir a vantagem de Verstappen e passou a brigar pela liderança. Na volta 59, de 71, Hamilton enfim conseguiu ultrapassar.

Assim, o britânico saiu vencedor após ameaçar o rival por 59 voltas, fazer nove ultrapassagens só nas primeiras voltas e chegar à ponta depois de largar em 10º.

TABELA

1. Max Verstappen (HOL, Red Bull) - 332.5
2. Lewis Hamilton (GBR, Mercedes) - 318.5
3. Valtteri Bottas (FIN, Mercedes) - 203
4. Sergio Pérez (MEX, Red Bull) - 178
5. Lando Norris (GBR, McLaren) - 151
6. Charles Leclerc (MON, Ferrari) - 148
7. Carlos Sainz Jr. (ESP, Ferrari) - 139.5
8. Daniel Ricciardo (AUS, McLaren) - 105
9. Pierre Gasly (FRA, AlphaTauri) - 92
10. Fernando Alonso (ESP, Alpine) - 62
11. Esteban Ocon (FRA, Alpine) - 50
12. Sebastian Vettel (ALE, Aston Martin) - 42
13. Lance Stroll (CAN, Aston Martin) - 26
14. Yuki Tsunoda (JAP, AlphaTauri) - 20
15. George Russell (GBR, Williams) - 16
16. Kimi Raikkonen (FIN, Alfa Romeo) - 10
17. Nicholas Latifi (CAN, Williams) - 7
18. Antonio Giovinazzi (ITA, Alfa Romeo) - 1
19. Mick Schumacher (ALE, Haas) - 0
20. Nikita Mazepin (RUS, Haas) - 0

MUNDIAL DE CONSTRUTORES
1. Mercedes - 521.5 pontos
2. Red Bull - 510.5 pontos
3. Ferrari - 287.5 pontos
4. McLaren - 256 pontos
5. Alpine - 112 pontos
6. AlphaTauri - 106 pontos
7. Aston Martin - 68 pontos
8. Williams - 23 pontos
9. Alfa Romeo - 11 pontos
10. Haas - 0 pontos

PONTUAÇÃO*
1º lugar - 25 pontos
2º lugar - 18 pontos
3º lugar - 15 pontos
4º lugar - 12 pontos
5º lugar - 10 pontos
6º lugar - 8 pontos
7º lugar - 6 pontos
8º lugar - 4 pontos
9º lugar - 2 pontos
10º lugar - 1 ponto
Volta mais rápida - 1 ponto (caso termine entre os dez primeiros)
*No GP da Bélgica, todos pilotos receberam apenas metade da pontuação normal, pois menos de 75% da corrida foi completa.


Notícias relevantes: