Esportes

Abel Ferreira valoriza 'propósito' do Palmeiras e confirma Felipe Melo na final


Divulgação
Abel Ferreira valoriza 'propósito' do Palmeiras e confirma Felipe Melo na final
Crédito: Divulgação

Na véspera de mais uma final de Copa Libertadores da América, Abel Ferreira se mostrou assertivo na entrevista coletiva que concedeu nesta sexta-feira (26) no Estádio Centenário de Montevidéu. O técnico valorizou a campanha do Palmeiras na competição, confirmou que Felipe Melo tem condições de jogo e repetiu diversas vezes a palavra que resume sua expectativa para a final: propósito.

"Nós escalamos a montanha, e temos um propósito muito claro desde o primeiro dia: ganhar a final", disse logo na primeira resposta. "É isso que vamos fazer amanhã; este é o propósito", repetiu pouco depois, ao tratar das estratégias de jogo. "Temos um propósito, que exige fazer um esforço extra, uma exigência extra para cumprir este propósito", afirmou depois. E assim foi, fala após fala, o "propósito" estava claro no raciocínio do treinador.

O técnico diminuiu os quatro anos que o Palmeiras não vence o Flamengo, preferiu não falar de favoritismo, tratou a final como privilégio, admitiu certo nervosismo e confirmou que Felipe Melo joga a final da Libertadores.

"Falei do Felipe desde o dia em que cheguei no clube. Não só pelo passado, mas pelo presente também. Ele está aqui para servir ao clube, aos colegas, e as palavras dele mostram bem o espírito de nossos jogadores. Felipe é importante quando joga, no banco, quando fica fora? Ele sabe o que é ganhar títulos, e sua experiência nos ajuda. A única coisa que digo é que se prepare, porque amanhã vai jogar", disse Abel, terminando a fala com um sorriso por baixo da máscara.

Felipe Melo sentiu dores no joelho direito no começo da semana e por isso desfalcou o Palmeiras no jogo contra o Fortaleza, o último em que os titulares estiveram em campo. Desde então o volante seguiu um cronograma específico de trabalho para estar à disposição na decisão da Libertadores. Ele também deu coletiva hoje, ao lado de Abel Ferreira.

Palmeiras e Flamengo disputam a final da Copa Libertadores 2021 a partir das 17 horas (de Brasília) deste sábado (27). Pela primeira vez na história a competição reúne os dois campeões mais recentes em uma nova decisão.

Confira outras declarações de Abel Ferreira

ESTRATÉGIAS PARA A DECISÃO

"No ano passado chegamos à final porque o caminho foi mais fácil. São fatos. Neste ano tivemos o caminho mais difícil e estamos aqui de novo, por mérito, competência e estratégia. Fazemos tudo o que for preciso para ganhar o jogo: se for preciso um gol, faremos; se for preciso dois, faremos dois. Nossa equipe já mostrou que consegue fazer gols contra qualquer adversário e, mais, em qualquer minuto do jogo. É para isso que temos que estar preparados: impor nosso jogo quando tivermos a bola, ter a coragem de fazer nosso adversário sofrer; e quando não tivermos, como fazem todos os times do mundo, temos que fechar os caminhos para o nosso gol. O futebol moderno nos exige competência no ataque, na defesa, nos contra-ataques e na bola parada."

TABU DE QUATRO ANOS

"Apesar de não ganhar há quatro anos, temos uma oportunidade de fazer isso amanhã. Minha história no Palmeiras tem sido fazer história. São estes jogadores, aqui e agora, que jogam e ganham. A história é rica, faz parte do passado, mas não vivemos dela. Da história quem vive é o museu, quem ganha os jogos são os meus jogadores. É isso que vamos fazer amanhã; este é o propósito. Os detalhes deixo para mim, não posso abrir [publicamente], mas esta equipe já provou que, no presente, pode escrever a história aqui e agora."

DUAS FINAIS SEGUIDAS

"A experiência é que me diz o quanto é difícil ganhar de forma consistente. Depois do que fizemos no ano passado, se perguntasse a algum palmeirense se acreditava que estaríamos em duas finais seguidas, muitos teriam dúvidas."

"Nós escalamos a montanha, e temos um propósito muito claro desde o primeiro dia: ganhar a final. Foi isso que encaramos em cada etapa da montanha. Estamos aqui por mérito, muito esforço, com a ajuda de muita gente, mas sobretudo pelo caráter, valia e competência de nossos jogadores."

FINAL É UM PRIVILÉGIO

"Já falei várias vezes que fiz renúncias muito grandes na minha vida particular, coloquei à frente a vida profissional, porque acreditei que vir ao Palmeiras iria me fazer crescer como treinador. Eu agora me sinto calmo, tranquilo, temos certeza daquilo que temos que fazer. Acima de tudo gratos, e com muito mérito de estar aqui, muito esforço, e agora é desfrutar desta final com responsabilidade. Quantos não gostariam de estar no nosso lugar? Chegar aqui, ter este privilégio neste templo do futebol, temos que desfrutar. Temos que impor nosso jogo contra qual adversário for. O sentimento é de calma, tranquilidade, certeza do que temos que fazer dentro de campo. Somos privilegiados de estar aqui, porque é o sonho de cada treinador, cada jogador."

MUDANÇA DESDE PRIMEIRA FINAL

"Tem que perguntar à minha esposa. Ela de vez em quando pega um avião, vem para cá e me diz 'você não é o mesmo', então ela vem para acalmar a fera. O futebol é muito intenso, já cheguei a dizer que é insano. E é insano, é o que penso. Esta comissão técnica e estes jogadores são os que mais jogaram e viajaram no mundo neste ano: cento e poucos jogos, ninguém fez isto no mundo. Mas nós todos temos um propósito: fazer um esforço extra, uma exigência extra para cumprir este propósito. É duro, mas se fosse fácil não seríamos nós que estaríamos aqui; qualquer um se sentaria nesta cadeira. É preciso pensar na tática, técnica e no mental, por isso minha mulher muitas vezes teve que vir aqui, porque ela é minha maior psicóloga."

NERVOSISMO

A certa altura, uma jornalista admitiu nervosismo enquanto fazia uma pergunta. Abel Ferreira usou o gancho para também admitir alguma ansiedade. Quando entrei ali também estava nervoso. É normal. Acontece comigo, acontece com Klopp, com Guardiola, com Messi, Neymar, Cristiano Ronaldo As borboletas que temos aqui dentro [no estômago] fazem parte, temos é que aprender a lidar com elas. Não é só contigo, mas com todos nós que estamos aqui dentro. Fique calma, tranquila, você sabe o que tem que fazer. É exatamente o que estou sentindo. Estamos calmos, tranquilos, nos preparamos, trabalhamos muito e seguimos nosso plano. Vamos desfrutar desta final com responsabilidade, ter um dia inspirado amanhã, com corpo e mente em equilíbrio e consigam lidar com estas borboletas. Que consigam eles próprios impor o jogo deles, fazer o melhor que possam fazer aconteça o que acontecer."


Notícias relevantes: