Esportes

Flamengo demite Renato Gaúcho após perder final da Libertadores

"O Clube de Regatas do Flamengo informa que, após conversa entre as partes, o técnico Renato Gaúcho não comanda mais o time principal", informou o clube, pelo Twitter


DIVULGAÇÃO
RENATO GAUCHO - GREMIO
Crédito: DIVULGAÇÃO

O Flamengo anunciou nesta segunda-feira (29) que Renato Gaúcho não é mais o técnico do time.

O treinador, que já há algum tempo não era bem visto pelos torcedores do clube rubro-negro, não resistiu à derrota para o Palmeiras na final da Libertadores, disputada no último sábado (27), em Montevidéu, no Uruguai.

"O Clube de Regatas do Flamengo informa que, após conversa entre as partes, o técnico Renato Gaúcho não comanda mais o time principal", informou a agremiação, pelo Twitter.

Desligado do Grêmio em abril e, agora, pelo Flamengo, Renato passou em branco na temporada de 2021 após cinco anos seguidos em que ele conquistou títulos importantes.

Pelo clube gaúcho, ele ganhou a Copa do Brasil (2016), a Libertadores (2017) e a Recopa (2018), além dos estaduais de 2018, 2019 e 2020.

Antes deixar a equipe tricolor, o treinador ainda ficou marcado por algumas frases polêmicas, sobretudo algumas que ele usou para se defender das críticas após a queda de rendimento do time.

Em uma dessas ocasiões, inclusive, ele citou o próprio Flamengo. "Se um dia a diretoria do Grêmio falar: 'Olha, Renato, você tem R$ 200 milhões para contratar'. Aí pode me cobrar futebol bonito", afirmou.
"Eles armaram um time muito forte, então eles têm obrigação de ganhar, sim. E é a mesma coisa o Palmeiras", finaliza.

Em julho, quando foi contratado pelo Flamengo, essas declarações só aumentaram a responsabilidade que o treinador teria, no mínimo, até o final do ano, quando se encerraria seu contrato.

No entanto, além da derrota na decisão da Libertadores, justamente diante dos palmeirenses, a pressão sobre o comandante passou a ser grande desde a eliminação na semifinal da Copa do Brasil, em duelo com o Athletico-PR. Sem contar o fato de o time ter chances pequenas de conquistar o Brasileiro.

O título nacional, aliás, poderá ser definido já nesta terça-feira (30), a favor do Atlético-MG. Para isso, basta que o Flamengo não derrote o Ceará, no Maracanã, em jogo válido pela 36ª rodada, a partir das 20h. Isso faria os 78 pontos dos mineiros se tornarem inalcançáveis para o concorrente rubro-negro, que soma 67.

Diante dos cearenses, que têm 49 pontos e brigam por ida à próxima Libertadores, Mauricio Souza, que comandava o sub-20 do Flamengo e que vinha sendo auxiliar na comissão de Renato, vai estar à frente da equipe. Ele deve seguir no cargo até o fim do Brasileiro.

O time carioca entra em campo mais quatro vezes, contado com esse jogo, uma a mais que o Atlético-MG. Mesmo que o Flamengo faça esses 12 pontos, os mineiros serão campeões com apenas mais uma vitória -seu próximo jogo será contra o Bahia, em Salvador, na quinta (2); depois disso, os adversários serão Red Bull Bragantino e Grêmio.

Ao todo, Renato comandou o Flamengo em 38 jogos, com 25 vitórias, 8 empates e 5 derrotas, um aproveitamento de 72,8%.

Ainda no vestiário do estádio Centenário, onde o Flamengo perdeu para o Palmeiras, o treinador já falou com o elenco em tom de despedida.

"Quando eu estava no Grêmio, achava que esse grupo era f. Agora, vi que vocês são muito mais do que eu achava. Peço desculpas por qualquer coisa, aos que não dei oportunidade. Mas foi um prazer trabalhar com vocês", afirmou.

Estádio: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Horário: 20h (de Brasília) desta terça-feira (30)
Árbitro: Caio Max Augusto Vieira (RN)
VAR: Jean Pierre Goncalves Lima (RS)
Transmissão: Premiere


Notícias relevantes: