Esportes

Inter se prepara para saída de Aguirre, sonda Vojvoda e analisa Roger


Divulgação
Inter se prepara para saída de Aguirre Diego Aguirre
Crédito: Divulgação

Ainda que não esteja definida, a saída de Diego Aguirre do comando do Internacional ao fim da temporada ganha cada vez mais força. Segundo apurou a reportagem, a tendência é de assinatura com a seleção uruguaia após a conclusão do Brasileirão. Crente que isso irá acontecer, o time colorado está preparado e já trata de possíveis substitutos.

O primeiro nome da lista é Eduardo Coudet. O argentino mantém contato frequente com a direção do clube gaúcho, mas possui vínculo com Celta, da Espanha, até 2024. A instabilidade por lá torna o sonho do retorno algo possível, mas o vínculo protegido por uma multa de aproximadamente R$ 60 milhões inviabiliza rompimento. Seria necessário um acordo entre Coudet e Celta para o desligamento e retorno ao time gaúcho.

Enquanto isso, Juan Pablo Vojvoda, técnico do Fortaleza, foi sondado. Com vínculo até o fim deste ano, renovado automaticamente em caso de vaga na próxima Libertadores, o profissional passará a ter multa rescisória de 1 milhão de dólares (R$ 5,6 milhões na cotação atual) para se desligar do clube em que trabalha.

Ainda que tenha apoios importantes, Vojvoda não é unanimidade. A última experiência com um rompimento tão brusco de modelo de jogo, quando Abel Braga deixou o comando e Miguel Ángel Ramírez assumiu, gera preocupação. Vojvoda, porém, já tem uma temporada no futebol brasileiro e está adaptado.
Segundo apuração da reportagem, o contato inicial do Inter ainda não firmou oferta, mas demonstrou interesse.

Se optar por uma troca menos radical, o nome da vez é Roger Machado. Sem clube desde que saiu do Fluminense, o treinador é considerado um profissional valioso disponível no mercado da bola.
O passado ligado ao Grêmio não é visto como problema, pois ele jamais desrespeitou o Internacional em qualquer frase ou conduta.

A negociação com Roger seria mais simples. Como não há clube envolvido nem vínculo a romper, não haveria necessidade de pagamento de multa. O Inter entende, porém, que se for acertar com ele precisará agir rápido pois crê que o treinador será alvo de vários clubes de olho em 2022.

A direção do time colorado não irá tratar do tema abertamente. Hoje, Aguirre está no leme e com vínculo por mais um ano. Até que realmente ocorra a saída, caso se confirme a oferta da seleção uruguaia, a realidade não avançará de observação de mercado e preparação para necessidade de tomar uma atitude.


Notícias relevantes: