Esportes

Futuro é incerto, mas Carille pensa em reforços


DIVULGAÇÃO
Treinador santista ainda não sabe se terá contrato renovado para 2022
Crédito: DIVULGAÇÃO

Mesmo sem ter a convicção de que será o treinador santista na próxima temporada, Fábio Carille tem manifestado, em rodas fechadas, o desejo de contratações definidas como "pontuais".

Afinal, o Santos segue sonhando com uma vaga na Sul-Americana, competição que iria requerer um patamar diferente do que o elenco atual pode apresentar.

Na segunda-feira, a equipe peixeira enfrenta o Flamengo, no Maracanã - e o treinador santista conta que o retorno do atacante Marinho possa dar a força que o setor necessita neste momento decisivo do Campeonato Brasileiro.

Para Carille, o Brasileirão "só terminou para os três primeiros colocados. Daí pra baixo, a luta continua por posições, seja para as vagas para a Libertadores ou para a Sul-Americana".

Pensando na vaga para uma competição continental, Carille, no entanto, não descuida da outra ponta da tabela - o Santos ainda depende da conquista de um ponto para se livrar do rebaixamento matematicamente.

Carille espera conquistar esse ponto e poder, em paz, iniciar o planejamento visando a próxima temporada. "De qualquer forma, precisamos de contratações pontuais, porque um dos trabalhos será o de explorar todo o potencial que nossos jovens têm e que podem mostrar já no próximo ano".

Segundo o treinador, "três ou quatro peças" devem bastar para reforçar o elenco santista nas posições que ele considera carentes.

O Santos já fechou com o zagueiro Eduardo Bauermann - e tem nomes como Willian Bigode e Hyoran no radar de contratações.


Notícias relevantes: