Esportes

Confira promessas da Copa São Paulo que vale a pena ficar de olho

O torneio está em sua 52ª edição, iniciada neste domingo (2), com 128 equipes inscritas


Divulgação
Confira promessas da Copa São Paulo que vale a pena ficar de olho
Crédito: Divulgação

A principal competição de base do futebol brasileiro, a Copa São Paulo, é conhecida também por ser o palco em que novos craques são revelados.

O torneio no qual desfilaram alguns astros da atualidade, como Neymar, Lucas Paquetá e Vinicius Junior, está em sua 52ª edição, iniciada no domingo (2). Com 128 equipes inscritas, o campeonato vai reunir uma série de promessas que os torcedores devem ficar de olho.

VEJA ABAIXO ALGUNS DESTAQUES

Corinthians - atacante Giovane

Maior vencedor da Copinha, o time do Parque São Jorge busca o seu 11º troféu da competição, na qual já garimpou uma série de jogadores. Quatro atletas inscritos este ano, aliás, disputaram jogos com o elenco profissional: o zagueiro Lucas Belezi, o meia Mandaca e os atacantes Rodrigo Varanda e Felipe Augusto.

Aos 18 anos, o atacante Giovane é o principal candidato a reforçar essa lista. Ele pertence ao Capivariano e está emprestado ao Corinthians até julho. No contrato entre as partes ficou definido que o clube precisa pagar R$ 3 milhões por 60% dos direitos do atleta se quiser mantê-lo após este período.

Em 2021, ele chegou a participar de alguns treinamentos junto à comissão técnica de Sylvinho e entrou no radar do treinador. Na última temporada, ele disputou 23 jogos, fez 17 gols e deu 2 assistências servindo à equipe sub-20.

São Paulo - meia Pedrinho

Sob o comando do ex-meia Alex, ídolo do Palmeiras e do Fenerbahçe, a equipe tricolor terá nesta edição a chance de conquistar o quinto troféu da Copinha, além de pinçar jogadores para o elenco de Rogério Ceni.

O treinador do elenco profissional já tem um nome que está em seu radar: o meia Pedrinho. Aos 19 anos, o atleta chegou a treinar com o profissional em 2021, mas não teve oportunidade de jogar.

Ceni, contudo, aposta bastante no garoto, que jogará a Copinha com a camisa 10. Em 2021, ele fez seis gols e deu sete assistências em 28 jogos pelo time sub-20.

Santos - atacante Rwan

Foi na Copinha que o Santos encontrou os jogadores que lideraram as gerações recentes mais vitoriosas do clube, primeiro com Diego e Robinho, depois com Neymar. Nesta edição, em que vai buscar seu quarto troféu do torneio, o time da Vila Belmiro tem como grande promessa o atacante Rwan.

Aos 20 anos, o atleta foi comprado pelo clube da Baixada junto ao Flamengo de Guarulhos por R$ 700 mil. No contrato dele, a diretoria colocou uma multa rescisória estimada em cerca de 50 milhões de euros (R$ 320 milhões) para clubes do exterior e 100 milhões de euros (R$ 640 milhões) para times do Brasil.

Em 2021, em sua primeira temporada na base alvinegra, ele foi o maior destaque do time, com 13 gols em 18 jogos, além de três assistências, pelo sub-20, e 3 gols em 11 partidas pelo sub-23.

Palmeiras - atacante Endrick

O Palmeiras terá na 52ª edição da Copa São Paulo mais uma chance de buscar a inédita taça do torneio. O time alviverde entra na competição com um time forte, está entre os favoritos e tem como a referência do setor ofensivo o atacante Endrick.

O jogador de apenas 15 anos, que completará 16 no dia 21 de julho, está na equipe alviverde desde os 10 anos de idade e vem mostrando evolução a cada temporada.

Ao longo de 2021, ele alternou entre atuações pelo time sub-17 e sub-20. Ao todo, marcou 13 gols em 28 jogos, sendo peça importante na conquista do estadual sub-20. Desde então, passou a ser observado de perto pela comissão técnica do time principal.

Flamengo - meia Matheus França

O meia Matheus França, de 17 anos, é uma das principais aposta da base do time rubro-negro. O jogador, que renovou seu contrato até 2027 com uma multa de 100 milhões de euros (R$ 640 milhões), foi fundamental nas conquistas da Copa do Brasil Sub-17 e Brasileiro Sub-17, ambos em 2021.

Ao todo, ao longo da última temporada nos times de base do Flamengo, ele marcou 19 gols em 32 jogos e ainda teve a oportunidade de atuar por alguns minutos em duas partidas pelo time profissional, diante do Santos e do Atlético-GO, nas duas últimas rodadas do Campeonato Brasileiro.

Fluminense - meia Arthur

Apontado como uma das maiores promessas do tricolor carioca nos últimos anos, o meia Arthur disputa a Copinha com o objetivo de se preparar para ter novas oportunidades no time profissional.

O garoto já tem história na equipe principal. Em 2021, ele se tornou o mais jovem atleta a vestir a camisa do Fluminense na era profissional, desde 1933, com apenas 16 anos e 8 dias de idade, de acordo com o historiador João Boltshauser. Ele atuou no segundo tempo da derrota para o Resende, por 2 a 1, no dia 4 de março, pela Taça Guanabara.

Na última temporada, ele fez 19 jogos e 9 gols pelo time sub-17 do Fluminense.

Vasco - volante Andrey

O time carioca vai disputar a competição com um time, basicamente, sub-17. Campeã em 1992, a equipe busca seu segundo caneco e tem como um de seus destaques o volante Andrey.

O jogador ganhou recentemente um novo contrato com o time vascaíno, até agosto de 2023, como mostra da confiança que o clube tem em seu futebol, além de coroar as últimas duas temporadas dele na base da equipe, na qual ele teve um desempenho consistente.

Em 2021, Andrey teve duas oportunidades no time principal, e o técnico José Ricardo disse que está de olho no garoto para a sequência do ano.

Botafogo - volante Kauê

Em busca da inédita taça da Copinha, o time carioca terá em seu elenco o volante Kauê, jogador que tem sido presença constante nas convocações das equipes de base da seleção brasileira nos últimos anos e foi titular na conquista do Sul-Americano Sub-17 em 2019.

Apontado com uma das maiores promessas do Botafogo, o jogador de 17 anos ganhou recentemente um novo contrato, até o fim de 2023, com uma multa rescisória de 45 milhões de euros (R$ 290 milhões).

Cruzeiro - atacante Riquelmo

Campeão em 2007, o time mineiro busca o segundo caneco nesta edição da Copinha. No elenco celeste um das apostas é o atacante Riquelmo, de 19, que nas últimas temporadas esteve presente em diversas oportunidades em treinos do elenco profissional.

Riquelmo em treino do Cruzeiro Gustavo Aleixo/Divulgação Riquelmo em treino do Cruzeiro ** Pelo time principal, aliás, ele disputou três partidas em 2020 e tem uma assistência. Em 2021, atuou em 28 jogos pelo time sub-20, marcou dois gols e deu uma assistência.

Atlético-MG - meia Rubens

Dono de três taças da Copinha, o time mineiro terá a chance de conquistar o tetracampeonato na edição de 2022 da Copinha. O elenco deste ano conta com o meia Rubens, que foi o grande destaque individual da base do Atlético-MG em 2021.

Ele marcou 17 gols em 32 jogos, entre Campeonato Mineiro, Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro de Juniores. Além disso, anotou 10 assistências. No final do ano, Cuca relacionou ele para a última rodada do Nacional, na partida contra o Grêmio.

Internacional - atacante Enzo

O atual campeão da Copinha, em final na qual venceu o seu maior rival, o Grêmio, o time colorado terá no elenco deste ano o filho do ídolo Fernandão, o atacante Enzo.

O jogador de 18 anos, que tem contrato com o Inter até o fim de 2023, atuou pouco nos times de base em 2021, no entanto foi presença constante nos treinos da equipe principal.

Dono de cinco troféus, o Internacional buscará o hexa nesta edição da Copinha.

Grêmio - atacante Kauan

Depois do vice em 2020, o tricolor gaúcho buscará novamente o título inédito na edição deste ano. O time do Sul terá em seu elenco o atacante Kauan Kelvin, de 16 anos.

Jogador com convocações recentes para as seleções de base, o atacante assinou no início do último ano o primeiro contrato profissional dele. Em 2021, porém, ele pouco atuou, com 16 jogos e três gols. Mesmo assim, é visto como uma grande aposta que poderá, inclusive, ser promovido ao time de cima.

Athletico - atacante Emerson

Outro clube em busca da inédita taça, o Athletico já estreou nesta edição da Copinha e vacilou diante do Taquarussú-TO, com um empate sem gols na segunda-feira (3).

Para se recuperar na sequência da competição, a equipe paranaense confia no talento de Emerson, de 17 anos. O atacante foi o destaque do clube no último Campeonato Brasileiro Sub-17, com 13 gols.


Notícias relevantes: