Esportes

Ana Cristina diz não ao Mundial


Divulgação
Jogadora do Fenerbahçe, Ana Cristina recusou participar do Mundial
Crédito: Divulgação

Grande aposta do vôlei brasileiro, escalada para sua primeira Olimpíada aos 17 anos, Ana Cristina rejeitou jogar o Mundial de Vôlei alegando que gostaria de ficar mais tempo treinando no seu clube, o Fenerbahçe, da Turquia. O pedido de dispensa, feito por intermédio do empresário Eduardo Fonseca, caiu como uma bomba na seleção.

Ao fim da Liga das Nações, as jogadoras da seleção receberam duas semanas de folga, com a condição de não abandonarem a preparação física. Ana Cristina informou que treinaria em São Caetano do Sul (SP), onde foi revelada, mas não apareceu para fazer nenhuma atividade no ginásio do clube local.

A justificativa oficial é que Ana Cristina deseja se dedicar aos treinamentos com o clube dela, o Fenerbahçe, um dos clubes mais fortes e ricos do vôlei mundial. Ela foi contratada há um ano, com acordo de quatro temporadas, mas jogou pouco no primeiro ano, quando tinha somente 17 anos, algo natural para uma atleta tão jovem.

(Folhapress)


Notícias relevantes: