Esportes

A voz do acesso do Galo, quer agora narrar o título


Rafael Mainini há 25 anos narra com emoção jogos de futebol. Há mais de dez anos, a sua voz está presente em jogos do Paulista, especialmente fora de Jundiaí. Mas a temporada 2019 foi especial. Ele esteve presente em todas as partidas do Galo pelo Time Forte do Esporte da Rádio Difusora 810 AM. Cada gol do Tricolor, tem o timbre da sua voz. E com bastante emoção narrou a saída do time da ‘Bezinha’ para a Série A3. Agora será a voz da decisão entre Galo e MAC, a partir de sábado. E ele acredita que o Paulista tem uma pequena vantagem. “Espero uma decisão equilibrada. São dois times tradicionais, que tem um retrospecto equilibrado nos anos 2000 e ambos estiveram na Série B do Brasileiro. Mas daria um ligeiro favoritismo ao Paulista, por ter mais regularidade que o MAC”. Para ele foi um privilégio ter narrado todos os jogos do Paulista nesta temporada. “Agradeço ao Adilson Freddo por esta oportunidade. Em poucos momentos da minha carreira pude acompanhar toda a trajetória de uma equipe, desde a primeira rodada até a última. E o legal foi ver todo o crescimento desta campanha que independente da divisão já é histórica”, conta Mainini. O narrador conta que acesso do Paulista começou a ficar mais concreto na terceira fase. “Estava curioso no primeiro jogo (em São José dos Campos, empate por 0 a 0) e ali a equipe deixou uma boa impressão. E na primeira partida em Jundiaí comentei com os companheiros da Difusora que o time era competitivo. E no decorrer da competição fui acreditando. Mas o Paulista teve jogos cascudos, especialmente quando ganhou do Amparo e Assis, fora de casa, na terceira fase”. Mainini lembra que nos jogos do Galo como visitante sempre era recebido como se fosse uma grande equipe do futebol.“O Paulista é recebido em outros lugares como time grande e as pessoas sempre perguntam: Como Paulista que ganhou a Copa do Brasil e do River Plate na Libertadores está nesta situação” Mainini tem uma história particular com a decisão entre Paulista e Marília. O seu primeiro confronto pelo Time Forte do Esporte foi justamente entre as duas equipes. “A minha estreia foi uma vitória por 3 a 0, em Marília. Então esse confronto tem um significado especial para mim” Natural de Bauru, ele é torcedor do Noroeste, grande rival do MAC. “Já tenho paixão pelo Paulista por trabalhar em Jundiaí e mais do que nunca estaremos torcendo pelo Tricolor. Bicada neles, Galo!”

Notícias relevantes: