Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Aos 12 anos, bicampeão mundial e tri-brasileiro

FELIPE CARDOSO | 05/05/2019 | 11:00

Com vários títulos a mais no currículo a cada ano que passa, o jovem lutador de jiu-jitsu, Julio Martins, de apenas 12 anos, treina em uma academia de Jundiaí. O atleta é um dos grandes nomes de sua categoria e uma das maiores promessas brasileiras do esporte.
Apesar da pouca idade e de praticar jiu-jitsu há apenas quatro anos, Julinho já se consagrou campeão dos principais torneios da categoria em todo o mundo, como o bicampeonato mundial no Pan Kids, disputado em Los Angeles, nos Estados Unidos em 2017 e 2018. Além do mundial, o jovem lutador já é tricampeão brasileiro, uma vez campeão sulamericano, três vezes campeão paulista e três vezes campeão mundial do torneio da CBJJE (Confederação Brasileira de Jiu-Jitsu Esportivo), esse disputado em São Paulo.
O título mais recente do pequeno campeão aconteceu no último domingo (28), quando se tornou tricampeão brasileiro na categoria médio.
Segundo Julinho, o título que o deixou mais feliz aconteceu em 2016. “Foi o mundial aqui no Brasil da CBJJE, pois pela minha idade era o único torneio que eu podia disputar e consegui vencer na primeira vez que disputei e ainda estava na faixa branca”, afirma.
O garoto também destacou a dificuldade em lutar em campeonatos fora do país. “O Pan Kids de Los Angeles é muito difícil, pois os americanos lutam muito bem, são fortes. O que mais tive dificuldades foi em 2018 quando minha primeira luta foi contra o mesmo adversário que ganhei na final do ano anterior. Comecei a luta muito nervoso e sentindo muitas dores na perna, mas depois que passei a guarda a dor foi embora e me concentrei melhor. No fim deu tudo certo e fui campeão de novo”, disse.
De acordo com Júlio Martins, pai de Julinho e também lutador, o garoto conta com patrocinadores e acompanhamentos específicos para continuar com o alto nível de performance. “Ele tem acompanhamento de uma psicóloga esportista, o que é recomendado para todo atleta que pretende chegar e se manter em alto nível, ainda mais com a idade dele. Além disso, ele também tem o apoio e treinos com o Mestre Filippi Mattos, maior referência de jiu-jitsu na cidade”, destaca.
Sobre patrocínios, o pai do atleta conta que existe ajuda e contribuição, e ainda espera que o filho e o esporte cresçam mais neste sentido. “Temos diversos apoios, mas ainda falta. Quando meu filho vai lutar nos EUA sou eu que tenho que bancar praticamente 80% dos custos. Mas ele ainda é novo e o jiu-jitsu é um esporte que precisa de mais apoio, espero que no futuro as coisas fiquem ainda melhores para todos”, avalia.
Atualmente o jovem lutador se prepara para a 2ª Etapa do Circuito Paulista, que é realizado pela Federação Paulista de Jiu-Jitsu, em Barueri (SP), nos dias 1 e 2 de junho.


Link original: https://www.jj.com.br/esportes/aos-12-anos-bicampeao-mundial-e-tri-brasileiro/
Desenvolvido por CIJUN