Esportes

Ataque do Galinho quer acertar o pé para vencer

Ficha Paulista
Crédito: Reprodução/Internet
O Paulista entra em campo nesta segunda-feira (6) para sua segunda partida na Copa São Paulo de futebol júnior. O Galinho encara o Gama-DF, às 14 horas, no estádio Jayme Cintra em jogo com lema de ‘vida ou morte’. Com uma vitória, o time pode ficar próximo da classificação para a segunda fase. Uma derrota deixa a equipe na dependência de uma combinação de resultados para evitar a terceira eliminação consecutiva ainda na fase de grupos. E para somar os três pontos, os trabalhos com elenco sub-20 nos últimos dois dias foram de acertar as finalizações, já que empatou sem gols na estreia com o Rio Claro. “A gente vai trabalhar bastante campo reduzido nestes dias, com mais aproximação e ter finalização mais rápida”, conta o atacante Kaio Bala. “Esperamos muito mais vontade que tivemos na estreia e assim tenho certeza vai sair o gol”, declara Miguel, companheiro de Bala no ataque. Para o jogo desta segunda-feira, o Tricolor novamente não poderá contar com o atacante Fellipe Lavrador, com lesão no joelho. Um jogador que era importante no esquema tático da equipe. “Ele fez falta taticamente pois é o nosso centroavante. Na primeira rodada optamos pelo Alisson, mas ele não tem a marcação na parte ofensiva. Agora vamos estudar e ver os vídeos, para ter uma fórmula de como jogar contra o Gama”, disse o treinador do Galinho, Thiago Fernando. “Temos a obrigação ganhar do Gama, e pela combinação de resultado talvez tirar pontos do Athletico”, lembra o técnico do Paulista, Thiago Fernando, logo após o 0 a 0 da sexta-feira (3). Com importantes defesas na estreia, o goleiro João Carlos acredita que o time tem que estar mentalmente forte para conquistar os três pontos contra o Verdão do Cerrado. “São dois dias que temos de descanso para se recuperamos bem, e entrar concentrados no próximo jogo para buscar a vitória”, afirma. Sobre o Gama, alguns detalhes já foram passados pela comissão técnica aos atletas. “O professor Thiago já passou algumas coisas para gente, que eles são bem ofensivos e rápidos. E todos aqui observaram o jogo de estreia do Gama para cada um ter a sua própria análise”, conta João Carlos. Seca O Paulista não vence há sete jogos no estádio Jayme Cintra pela Copa São Paulo de futebol júnior. A última vez que saiu de campo com uma vitória na sua casa pela Copinha foi justamente na semifinal contra o Batatais, em 2017, quando goleou por 5 a 1. Só que o Galinho não fez a decisão do campeonato na oportunidade, contra o Corinthians, pois foi desclassificado em virtude do caso Brendon / Heltton Matheus, quando o então zagueiro jogou o torneio com documentação adulterada. Nestas sete partidas, com três comissões técnicas diferentes (Sérgio Caetano comandou em 2018 e Juninho Ortega no ano passado), o Paulista não marcou gols em quatro oportunidades - duas vezes na edição de 2018 (nas derrotas por 1 a 0 para São José-RS e Avaí-SC), uma oportunidade no ano passado (0 a 0 com o RB Brasil) e agora na estreia desta temporada contra o Rio Claro. Disciplina O Paulista entra em campo como segundo colocado da chave. Isto ocorre em virtude do Galo levar a melhor que o Rio Claro no quinto critério de desempate: menor quantidade de cartões amarelos. O Tricolor não levou nenhuma advertência na partida de estreia, enquanto a equipe rival levou dois amarelos.  

Furacão busca vaga antecipada

Após estrear com uma vitória categórica por 2 a 0, na sexta-feira, o Athletico Paranaense novamente volta a campo nesta segunda-feira(6) para disputar a segunda partida na Copa São Paulo de futebol júnior. O Furacão encara o Rio Claro, a partir das 16h15, no estádio Jayme Cintra. Uma vitória sela a classificação do time paranaense para a próxima fase. Para o jogo, o Rubro-Negro quer contar novamente com a estrela de Vinicius Mingotti. Ele fez o primeiro gol da equipe na competição, repetindo feito no ano passado. “Ano passado fiz de cabeça também, por coincidência, o primeiro gol. É um sentimento muito bom, de extrema felicidade”, disse o jogador. Na partida contra o Gama (vitória por 2 a 0), o atacante gostou da postura coletiva da sua equipe, que jogou todo o segundo tempo com dez jogadores. “Soubemos suportar bem os momentos difíceis do jogo. Na segunda etapa, com um a menos, sofremos, mas conseguimos matar o jogo com o segundo gol”, avaliou. “Estamos trabalhando para, no próximo jogo, somar mais três pontos e demonstrar um bom futebol”, finalizou Vinicius Mingotti. Para a partida de amanhã, o treinador Rafael Guanaes não terá o lateral-esquerdo Vinicius Kauê, que foi expulso aos 44 do primeiro tempo, na partida de estreia. Iago, que entrou no intervalo, deve ser o seu substituto. O Rio Claro, do técnico Wagner Salino, deverá manter a escalação base que empatou com o Paulista por 0 a 0, na sexta-feira (3). O Furacão deve atuar com Léo Linck; Luca Caio, Luan Patrick, Lucas Andrade e Iago; Kawan; Ramon, Jajá e Renan Soares; Vinicius Mingotti e Rômulo. O Rio Claro deve iniciar com Pasquoto; Renan, Luiz Otávio, Mancha e Raí; Thiago, Dayvidson e Carandina; Vinicius, Yan e Danilo.

Notícias relevantes: