Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Atletismo de Jundiaí já mira índices nos Jogos Abertos 2020

Thiago Batista | 27/02/2020 | 09:00

O atletismo do Time Jundiaí volta às competições no próximo dia 7. O primeiro objetivo é classificar atletas para a disputa dos Jogos Abertos do Interior, em novembro, em Sorocaba. Quatro competidores estarão participando do Torneio da Federação Paulista, em São Bernardo do Campo.

Na visão da comissão técnica, todos tem condições de conquistar a classificação antecipada. “Para a competição do dia 7 eles estão treinando desde dezembro. Estamos levando quem tem chance de, já na primeira disputa, obter a classificação para os Abertos”, conta o treinador Robson Mian.

Uma das esperanças em conquistar o índice de forma antecipada é Augusto de Campos Fernandes: o atleta de 18 anos chegou à equipe nesta temporada, após defender a camisa do Sesi São Paulo. Ele espera fazer o índice de 1,80 metros no salto em altura. Só que ele sonha mais alto e também obter a vaga no Troféu Brasil, caso ultrapasse o sarrafo a 2 metros de altura. Sua melhor marca na prova é 2.06 metros “Tenho que focar para conseguir, e também manter os treinos e possuir uma boa alimentação e um bom sono”, diz Augusto. “Eu busco sempre a meta mais alta, não se pode pensar em algo baixo, sempre para cima”, completa.

O saltador lembra que sempre a primeira prova da temporada é a mais difícil. “Você volta do período de base de treinos, direto para as provas. Tendo fé e estou certo que que vou conseguir”, lembra.

“A primeira prova é bem complicada, pois é a marca de entrada e os atletas não tem ritmo de competição”, afirma Mian.

Augusto acredita que o resultado pode vir graças ao bom acolhimento que recebeu em Jundiaí. “Estou sendo bem agregado à equipe e gostei muito daqui, pois a pista é muito boa”, elogiando a qualidade da manutenção do Bolão.

Meta ousada
Também devem estar participando na prova no Grande ABC a atleta Gislaine Cristina de Sá no salto com vara, Wesley Henrique no salto com altura e também Carlos Henrique de Souza no salto com vara. “A Gislaine deve conquistar o índice ainda no primeiro salto. Para o Wesley Henrique, 1,80m é uma marca confortável e a gente espera ter disponível na prova o Carlos Henrique, que se recupera de lesão”, detalha.

A projeção do treinador é levar a maior delegação do atletismo jundiaiense para os Jogos Abertos nos últimos anos. “A gente espera levar 15 atletas, bem mais que nas outras edições que a média foi entre 5 e 8. Quem sabe até 20”, explica Mian.


Link original: https://www.jj.com.br/esportes/atletismo-de-jundiai-ja-mira-indices-nos-jogos-abertos-2020/
Desenvolvido por CIJUN