Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Bélgica defende favoritismo contra os Estados Unidos

| 30/06/2014 | 22:23

Bélgica e Estados Unidos medem forças pelas oitavas de final, nesta terça-feira (01), às 17h, na Arena Fonte Nova, em Salvador, apostando em diferentes estratégias para chegar às quartas de final. Enquanto os belgas terão a quarta escalação diferente em quatro partidas, os norte-americanos mudaram muito pouco desde a estreia.

Com um jovem, mas forte grupo em mãos, o técnico belga Marc Wilmots foi mesclando os titulares, terminando a primeira fase com 100% de aproveitamento e a primeira colocação do Grupo H, mesmo sem empolgar como nas Eliminatórias.

“Meu time titular nunca é o mesmo porque o adversário nunca é igual ao que enfrentamos na partida anterior”, explica Wilmots. Para hoje, ele despista possíveis alterações na defesa. “Van Buyten e Lombaerts formam uma boa dupla, com Vertonghen jogando na lateral esquerda. Mas Kompany e Vermaelen já estão se sentindo melhor”, afirma, misterioso.

Apesar do rodízio, uma certeza: o meia Hazard é sempre a maior esperança de gols. O camisa 10 do Chelsea é o expoente ofensivo belga. “Eden (Hazard) quer fazer mais, ele pode nos trazer mais. Todo mundo sabe disso”, afirma Wilmots. “Então estou apenas esperando para vê-lo. Não tento colocar qualquer pressão sobre ele, mas gostaria que fosse um líder em campo, mesmo que ele tenha apenas 23 anos.”

Do lado norte-americano, a força está no esquema tático muito bem armado pelo alemão Jurgen Klinsmann. A expectativa é pela presença de Altidore no ataque.


Link original: https://www.jj.com.br/esportes/belgica-defende-favoritismo-contra-os-estados-unidos/
Desenvolvido por CIJUN