Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Cássio joga a final de olho no recorde de títulos pelo Timão

FOLHAPRESS | 14/04/2019 | 10:00

A história de Cássio no Corinthians vai muito além dos números. Mas eles ajudam a explicar por que o goleiro já é apontado por muitos como o maior da história do clube. Campeão estadual em 2013, 2017 e 2018, o gaúcho tenta sua quarta conquista. A marca jamais foi obtida por um atleta de sua posição no time do Parque São Jorge.
O atual camisa 12 do Corinthians, porém, parece não se importar com o recorde de partidas. Sua meta é outro número: o zero. Se for esse o valor exibido no placar do Morumbi ao fim do duelo contra o São Paulo hoje (14), às 16h, no Morumbi, pelo primeiro jogo da final do Campeonato Paulista, ele saberá que terá feito o seu papel –e que o clube estará um passo mais próximo do título paulista.
Mas o Timão coleciona alguns tricampeões, sendo Tuffy o único que enfileirou as conquistas em sequência, em 1928, 1929 e 1930. Ronaldo, vencedor em 1988, 1995 e 1997, é um dos que não hesitam em apontar Cássio como o principal arqueiro em 109 anos de Corinthians. “Ele é decisivo em todos os momentos importantes do Corinthians, como na Libertadores, no Mundial. E está sendo agora”, afirma o ex-goleiro.
Seu poder de decisão pôde ser visto no jogo que colocou a equipe na final do Paulista. Nele, o goleiro de 31 anos fez dez defesas, algumas delas com alto grau de dificuldade. Graças a seu desempenho, o time perdeu por apenas 1 a 0 para o Santos e, por ter ganho a partida de ida por 2 a 1, levou a decisão para os pênaltis e conseguiu avançar.
A atuação ampliou a percepção de que Cássio cresce nas horas decisivas. E o deixou a dois domingos de se isolar como o atleta com mais títulos com a camisa do Corinthians. Por enquanto, são oito taças: três Paulistas, dois Brasileiros, uma Recopa Sul-Americana, uma Libertadores e um Mundial. Se chegar à nona conquista, ele irá se isolar como o jogador com mais títulos no clube.
Já do lado do São Paulo, Volpi tenta espantar jejum desde adeus de Ceni. Decisivo na disputa por pênaltis que classificou o São Paulo na semifinal do Paulista, contra o Palmeiras, Tiago Volpi, 28, tem um desafio pessoal: tornar-se o primeiro goleiro a ser campeão na era pós-Rogério Ceni.

ESCALAÇÃO
São Paulo: Tiago Volpi; Hudson, Arboleda, Bruno Alves e Reinaldo; Luan, Liziero e Igor Gomes; Antony, Everton Felipe e Everton. T.: Cuca.
Corinthians: Cássio; Fagner, Manoel, Henrique e Danilo Avelar; Ralf, Júnior Urso e Ramiro; Jadson (Sornoza); Clayson e Gustavo. T.: Fábio Carille.

SÃO PAULO, SP, 08.04.2019 – SANTOS-CORINTHIANS: Partida entre Santos e Corinthians, válida pela partida de volta da semifinal do Campeonato Paulista série A 2019, no Estádio Pacaembu, em São Paulo, na noite desta segunda-feira (8). (Foto: Daniel Vorley/Agif/Folhapress)


Link original: https://www.jj.com.br/esportes/cassio-joga-a-final-de-olho-no-recorde-de-titulos-pelo-timao/
Desenvolvido por CIJUN