Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Chileno aposta mais no Brasil

| 27/06/2014 | 23:11

O futebol é mesmo apaixonante e pode surpreender tanto dentro como fora dos gramados. Alguém já viu um torcedor com todos os motivos para querer ver o time vitorioso afirmando que o adversário levará a melhor? Quando a partida é de Copa do Mundo, então (e de “mata-mata”), isso parece impossível. Só parece. Pelo menos no caso do chileno Arturo Miguel Carrillo Pino, de 62 anos.

Natural de Taica, localizada a 270 quilômetros ao Sul de Santiago, Pino veio para o Brasil há 40 anos. Desde 1982, mora em Itupeva e, se não fosse pelo sotaque, não aparenta ser natural do país andino. Apaixonado pelo Brasil, acha que o time de Luiz Felipe Scolari vencerá o Chile neste sábado (28), às 13h, no Estádio do Mineirão, pelas oitavas de final da Copa-2014. “Vai dar Brasil 2 a 0 e a equipe será hexacampeã. Dizem que a atual geração de atletas chilenos é a melhor de todos os tempos, mas não é. A melhor é a que foi terceiro lugar na Copa de 1962, disputada em nossa casa, quando perdemos para o Brasil por 4 a 2 na semifinal”, afirma o chileno, que sabe de cor os 11 jogadores daquele duelo ocorrido há mais de cinco décadas.

Segundo o corretor de imóveis, se o Chile bater o Brasil no Mineirão, será uma grande zebra. “Quase um ‘Mineirazzo’. Também, se nós vencermos, seremos campeões do mundo. Aí poderei tirar o bigode, que só sairá do meu rosto quando levantarmos a taça”, brinca.


Link original: https://www.jj.com.br/esportes/chileno-aposta-mais-no-brasil/
Desenvolvido por CIJUN