Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Corinthians ameaça não jogar final se ônibus do time for apedrejado

FOLHAPRESS | 11/04/2019 | 14:32

O Corinthians informou ao São Paulo que, se tiver seu ônibus apedrejado antes do primeiro jogo da final do Paulista, no Morumbi, não vai entrar em campo.
O clube enviou ofícios ao próprio São Paulo, à Polícia Militar, ao promotor de Justiça Paulo Castilho e à FPF (Federação Paulista de Futebol). No texto, diz que “não vai ter jogo caso os torcedores rivais ataquem o ônibus corintiano, como não raro acontece no entorno do Morumbi.
A informação foi publicada inicialmente pelo site Meu Timão e confirmada pela reportagem. Em julho de 2018, o ônibus do Corinthians foi atacado por torcedores são-paulinos. Na ocasião, a escolta da PM atrasou mais de 30 minutos e resultou em discussão entre seguranças do clube e policiais.
Era uma estratégia para encontrar menos são-paulinos no portão principal do Morumbi, mas o método falhou: ainda havia muitos torcedores no local, e alguns atacaram objetos no ônibus, que teve uma janela quebrada.
Em 2009, o ônibus do Corinthians foi também atacado antes da semifinal do Paulista. Ronaldo estava no veículo. Em campo, o Corinthians venceu por 2 a 0.
Nesta quinta (10), o elenco do Palmeiras viveu situação parecida ao ter o ônibus apedrejado por torcedores do próprio time, na chegada ao Allianz Parque antes da partida contra o Junior Barranquilla (COL) pela Copa Libertadores.
Alguns jogadores choraram por causa do ocorrido, e houve até quem defendesse não entrar em campo no jogo.
São Paulo e Corinthians dão início à disputa pelo título estadual às 16 h deste domingo (14). O jogo de volta, na Arena, está marcado para o mesmo horário do domingo seguinte (21). Em caso de empate no placar agregado, o título será decidido nos pênaltis.

Fábio Carille, técnico do Corinthians (Foto: Folhapress)

Fábio Carille, técnico do Corinthians (Foto: Folhapress)


Link original: https://www.jj.com.br/esportes/corinthians-ameaca-nao-jogar-final-se-onibus-do-time-for-apedrejado/
Desenvolvido por CIJUN