Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Corinthians goleia Sport e encosta no G-4

| 04/10/2014 | 22:00

Se houvesse dois Paolos Guerreros, a vitória corintiana por 3 a 0 sobre o Sport, na fria noite de sábado, em Itaquera, teria sido por um número ainda maior de gols. Com o resultado, o Corinthians chega a 43 pontos e iguala-se ao Atlético-MG, quarto colocado. 

Mas se hoje um clone de Guerrero teria ajudado o clube alvinegro a ampliar o saldo de gols, nas próximas duas rodadas, quem vai fazer falta é o original. Para enfrentar o líder Cruzeiro (na quarta-feira, às 22h, no Mineirão), de quem segue a 13 pontos de distância, o técnico Mano Menezes não terá seu melhor atacante na noite de sábado e ao longo de todo o Brasileirão.

Contra a fechada defesa do Sport, esteve muito bem o atacante de 30 anos, que vai servir a seleção peruana. Guerrero evitou o choque com os zagueiros da equipe pernambucana, achou um espaço na faixa esquerda do gramado e, de lá, criou as melhores chances do Timão. O problema é que, armando o jogo, o atacante, por vezes, não encontrou nenhum companheiro para finalizar as jogadas.

Mas Guerrero também soube entrar na área. No primeiro tempo, antes de o zagueiro Anderson Martins abrir o placar, aos 24 minutos, Guerrero já havia chutado duas vezes com perigo. A despeito de o Corinthians ter tocado bem a bola, até o primeiro gol foram os cruzamentos que mais dificultaram a vida do goleiro Magrão, do Sport.

Depois, com a vantagem, o Corinthians recuou e passou a trocar passes, ao estilo de quem espera uma brecha para entrar. O único alvinegro que fugiu um tanto à regra foi justamente Guerrero. Na maior parte das vezes em que teve a bola, entrou em diagonal pela esquerda, tentando dribles sobre os marcadores, e abrindo espaço para os companheiros.

O gol de Guerrero no jogo, porém, saiu do outro lado da área. A jogada começou na esquerda, com Fábio Santos e Elias. Guerrero trocou de lado. Foi na direita do ataque que ele pegou a sobra da jogada e empurrou para a rede, fazendo 2 a 0, aos 27 minutos. Cansado, o atacante deu lugar para Romero, aos 44 minutos, sob muitos aplausos.

Três minutos depois, caberia a Luciano, chutando de fora, fazer 3 a 0 para liquidar o time do Sport. “Espero que os companheiros joguem do mesmo jeito sem mim”, desejou Guerrero, ao fim da partida. Não é impossível que sua vontade se torne realidade, mas definitivamente não será nada fácil.


Link original: https://www.jj.com.br/esportes/corinthians-goleia-sport-e-encosta-no-g-4/

Os comentários estão desativados.

Desenvolvido por CIJUN