Esportes

Corinthians vence Mirassol e está na final do Paulistão

time-do-corinthians-comemora-gol-de-ederson-diante-do-mirassol-pelo-campeonato-paulista-1596401670906_v2_900x506
Crédito: Reprodução/Internet
O Corinthians está na final do Campeonato Paulista pela quarta vez consecutiva. O atual tricampeão bateu o Mirassol neste domingo, por 1 a 0, e terá a chance de buscar o tetracampeonato, feito inédito para o clube e que não acontece no torneio estadual desde 1919, quando o futebol ainda era amador. O gol da partida foi marcado pelo volante Éderson, que foi às redes pelo terceiro jogo consecutivo, depois de ajudar o time a vencer o Oeste, na última rodada da fase de grupos, e o Red Bull Bragantino, já nas quartas de final. Assim como no primeiro mata-mata, a equipe de Tiago Nunes voltou a fazer uma apresentação segura, eficiente no ataque, mesmo sem muito brilho, e bem compactado na defesa. Na etapa inicial, o Corinthians teve paciência para rodar a bola, mas faltou velocidade para construir as jogadas. Quando foi mais rápido, usando tabelas e viradas de jogo, acertou uma bola na trave, em finalização de Mateus Vital, e quase abriu o placar com Jô, que tentou finalizar de letra, na pequena área. Acuado, mas bem fechado na defesa, o Mirassol teve uma boa chance na partida, em cobrança de falta da intermediária, em chute de Juninho. Depois do intervalo, o cenário não mudou muito até os 15 minutos do segundo tempo, quando o mesmo Juninhou acabou sendo expulso de campo, com vermelho direto, depois de uma falta em Carlos Augusto, revisada pelo árbitro com auxilio do VAR. Em vantagem numérica, os corintianos aumentaram o volume da pressão e chegaram ao gol aos 26 minutos, quando Éderson arriscou um chute de fora da área e o goleiro Kewin não conseguiu segurar. Depois de abrir o placar, os donos da casa ainda acertaram uma bola no travessão, mas o placar não mudou mais. Até a retomada do Campeonato Paulista, paralisado devido à pandemia do novo coronavírus, um duelo entre Corinthians e Mirassol na semifinal poderia ser tratado como algo improvável. Ambos conquistaram suas vagas na disputa do mata-mata na última rodada da fase de grupos. Já nas quartas de final, enquanto o time alvinegro eliminou o Red Bull Bragantino, dono da melhor campanha do torneio até então, o Mirassol surpreendeu o São Paulo no Morumbi. O resultado diante dos são-paulinos, aliás, foi visto com uma grande prova de superação do Mirassol após o clube ter seu elenco desfigurado durante a suspensão do torneio, com a perda de 18 jogadores. O segundo finalista do Campeonato Paulista será conhecido a partir das 19h deste domingo (2), quando Palmeiras e Ponte Preta vão se enfrentar, no Allianz Parque. CORINTHIANS Cássio; Fagner, Gil, Danilo Avelar, Carlos (Sidcley); Gabriel, Éderson (Camacho), Ramiro (Janderson), Mateus Vital (Leo Natel), Luan (Araos); Jô. T.: Tiago Nunes. MIRASSOL Kewin; Danilo Boza, Reniê, Wellington; Daniel Borges, Alison Silva (João Artur), Du (Lucas Vital), Zé Roberto (Netto), Moraes; Juninho, Bruno Mota (Kauan). T.: Ricardo Catalá Estádio: Arena Corinthians, em São Paulo (SP) Juiz: Vinícius Gonçalves Dias Araújo Cartões Amarelos: Danilo Avelar, Gabriel (Corinthians) Cartão vermelho: Juninho (Mirassol) Gol: Ederson, aos 26min do segundo tempo

Notícias relevantes: