Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Cruzeiro perde e pela 1ª vez é rebaixado na sua história

Thiago Batista | 08/12/2019 | 17:53

O Cruzeiro perdeu para o Palmeiras por 2 a 0, neste domingo (8), no Mineirão, pela última rodada do Brasileirão, e acabou sendo rebaixado pela primeira vez na sua história. O Azul Celeste no próximo ano disputa a Série B do Campeonato Nacional. Zé Rafael, aos 12 do segundo tempo, e Dudu (revelado no Cruzeiro), aos 39, fizeram os gols que tiraram o time mineiro da divisão de elite em 2020. A partida precisou ser interrompida por volta dos 40 minutos, devido as confusões que ocorreram na arquibancada do Mineirão entre torcedores e policiais. Cinco minutos depois o árbitro encerrou a partida por falta de segurança.

E a Raposa precisava de um pequeno ‘milagre’ para escapar do descenso. Além da sua vitória, o time mineiro precisava que o Ceará não pontuasse diante do Botafogo no Rio de Janeiro. Mas nada disso ocorreu, pois o alvinegro cearense empatou com o Fogão por 1 a 1 (Marcos Vinicius fez para Estrela Solitária, enquanto Thiago Galhardo, de pênalti, fez o gol do Vovô).

Por volta dos 30 minutos da etapa final, torcedores cruzeirenses, única torcida presente no estádio, e polícias entraram em confronto, com corre-corre nas arquibancadas de pessoas fugindo da confusão. Muitas bombas foram escutadas na transmissão da televisão. Cadeiras foram atiradas ao gramado. Algumas pessoas ficaram feridas e precisaram ser transportadas de maca.

Com isso, o Cruzeiro terminou a competição na 17ª colocação, com 36 pontos, sendo o último clube rebaixado – os outros foram CSA, Chapecoense e Avaí – terminaram nas três últimas colocações. O Ceará, com 38 pontos, foi o último clube a escapar da queda.

O time mineiro, quatro vezes campeão brasileiro pela CBF (1966 – quando torneio se chamava Taça Brasil, 2003, 2013 e 2014), jamais havia sido rebaixado na sua história. Agora apenas São Paulo, Santos e Flamengo são os times que não sofreram descenso de forma oficial no futebol brasileiro.

A Raposa na sua história é o maior ganhador da Copa do Brasil com seis conquistas (1993, 1996, 2000, 2003, 2017 e 2018), venceu ainda duas edições da Copa Libertadores (1976 e 1997), duas Supercopa da Libertadores (1991 e 1992) e uma Recopa Sul-Americana (1998). Atualmente o clube era o segundo colocado no ranking da CBF, com 15.822 pontos – estava atrás apenas do Palmeiras, com 16.914.

Outros paulistas
O Palmeiras lutava pelo vice-campeonato, mas mesmo vencendo terminou a competição em terceiro lugar. O Santos venceu o Flamengo por 4 a 0, e terminou a competição na segunda colocação. O time do litoral venceu com gols de Marinho, Carlos Sánchez (2) e Sasha.

Peixe e Verdão somaram 74 pontos, mas o alvinegro levou vantagem no primeiro critério de desempate – número de vitórias (22 a 21).

O Corinthians perdeu do Fluminense por 2 a 0, na Arena, na capital, e terminou a competição na 7ª colocação com 56 pontos. O Tricolor Carioca garantiu vaga na Copa Sul-Americana com a vitória (14º com 46 pontos). Evanílson marcou os dois gols do Flu, enquanto Gustagol fez para o Timão.

Com um time jovem, o São Paulo venceu o CSA, em Maceió, por 2 a 1, e terminou o Brasileirão na 6ª colocação, com 63 pontos. Toró e Igor Vinícius marcaram para o time do Morumbi, enquanto Jarro Pedroso fez para os alagoanos.


Link original: https://www.jj.com.br/esportes/cruzeiro-perde-e-pela-1a-vez-e-rebaixado-na-sua-historia/
Desenvolvido por CIJUN