Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

De cara, a repetição da final de 2010

| 13/06/2014 | 00:05

A Espanha tenta mudar a rotina dos últimos três campeões da Copa do Mundo. O mesmo país não ganha duas vezes seguidas o torneio desde o Brasil em 1958 e 1962. Campeã em 1998, a França foi eliminada na primeira fase em 2002. O Brasil campeão em 2002 caiu nas quartas de final em 2006, quando a Itália levou o título. No Mundial seguinte, na África do Sul, a Azzurra parou logo na primeira fase.

Os espanhóis começam nesta sexta a caminhada para tentar mudar o histórico recente de fracassos dos campeões na edição posterior ao título. Mas a missão da Fúria não será das mais fáceis. Já enfrenta a Holanda, a vítima na decisão de 2010, às 16h, na Arena Fonte Nova, em Salvador.

“Quando se é campeão do mundo, todos têm uma motivação para ganhar dessa equipe. Aconteceu também com o Bayern de Munique depois de ganhar a Champions. Esperamos mudar isso, mudar essa dinâmica dos últimos Mundiais e também isso de uma seleção não ganhar duas Copas seguidas”, disse o volante Javi Martinez, do Bayern.

Foco – Os holandeses acreditam que a seleção está mais preparada nesta sexta do que na decisão de 2010. O capitão Van Persie aposta no foco característico dos holandeses para bater a Espanha, na opinião dele, ainda a melhor seleção do mundo. “Antes, no início, nós ouvíamos piadas sobre a nossa equipe, mas isso mudou. Penso que é devido, exclusivamente, ao nosso foco”, disse o atacante, um dos destaques ao lado de Robben e Sneijder.


Link original: https://www.jj.com.br/esportes/de-cara-a-repeticao-da-final-de-2010/
Desenvolvido por CIJUN