Esportes

Excesso de WOs tira brilho do futebol amador


O Campeonato de Futebol Amador de Jundiaí desta temporada vem recebendo diversos elogios por parte dos torcedores e jogadores, mas o excesso de resultados definidos por W.O (quando uma das equipes não comparece ao jogo ou não possui pelo menos sete atletas para iniciar o jogo) vem chamando a atenção negativamente para a competição. O nível de jogos é um dos fatores que estão agradando todos que acompanham a tradicional competição da cidade, que encerrou a fase de grupos no domingo (29) e conheceu os oito classificados que farão as quartas de final da primeira divisão. Porém, os jogos definidos por W.O estão ‘apagando’ o brilho do torneio. O Jamaica, por exemplo, venceu seus últimos três jogos por W.O e se classificou para o mata-mata em primeiro lugar do Grupo D da Série A, com 18 pontos (9 conquistados por W.O) Segundo o presidente da LJF (Liga Jundiaiense de Futebol), Sérgio Aguiar, os times e jogadores podem ser proibidos de disputarem a edição do ano que vem. “Quem deu W.O tem até as 17h30 de hoje para apresentar uma justificativa e caso isso não ocorra, serão barrados em 2020”, afirmou. “O Sanca enviou um representante ao jogo para explicar a ausência do time e o Jahmarley comunicou sua saída da competição por perderem seu principal patrocinador. Porém, o Sampdoria foi o caso mais grave. Ninguém apareceu no jogo e ninguém avisou nada. Isso prejudica demais o campeonato”, finalizou o presidente da LJF. [caption id="attachment_64263" align="alignnone" width="1280"] FOTO: ALEXANDRE MARTINS[/caption]

Notícias relevantes: