Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Jundiaienses fãs de Kobe Bryant lamentam morte do astro

Thiago Batista | 28/01/2020 | 10:00

Kobe Bryant faleceu no último domingo (26) vítima de um acidente aéreo na região da Califórnia-EUA para tristeza dos seus inúmeros fãs que acompanharam atentamente a carreira do jogador nos vinte anos que esteve em quadra. Atual professor de basquete do Clube Jundiaiense, Lucas Brasil se inspira muito no ex-jogador do Los Angeles Lakers quando está em quadra atuando ou treinando.

“Ele foi uma das maiores influências que eu tive na vida, primeiro para jogar basquetebol, e segundo também foi estímulo para a vida, um exemplo de foco, determinação e comprometimento com o trabalho”, conta ele, que tem três camisas de Bryant na sua coleção.

“Apesar do Jordan ainda teve jogado por um período que eu já tinha nascido, não o assisti, e o Kobe sem dúvida foi o maior que eu pude acompanhar, completa Lucas.

Franciele Nascimento, a Fran, ex-jogadora do time feminino de Jundiaí, é fã incondicional de Kobe. Em 2008 disputou os Jogos Olímpicos e tirou uma foto com seu ídolo. Atualmente morando em Silver Spring, nos EUA, ela está chocada com o ocorrido.

“O mundo do basquete está chorando e ainda sem acreditar que aconteceu. Ele finalizou seu discurso de despedida das quadras dizendo ‘Mamba out’ (Mamba está de saída) – referência ao apelido que ele mesmo criou, Mamba Negra, uma cobra rápida e mortal, mas como lenda, ele estará pra sempre vivo em nossos corações”, afirma.

A jogadora destaca a inteligência dele em quadra. “Não tinha defesa capaz de fechar todos os seus ângulos. Ele também era bem treinado na parte física e psicológica”, recorda.

Carreira
Bryant é conhecido por sua carreira nos Los Angeles Lakers, onde atuou como ala-armador por 20 anos, até se aposentar em 2016. Durante a carreira conquistou cinco títulos da NBA e duas medalhas de ouro com a seleção americana de basquete nas Olimpíadas de Pequim-2008 e Londres-2012.

Nevoeiro pode ter causado queda fatal

O acidente de helicóptero que vitimou o astro do basquete Kobe Bryant, sua filha Gianna e outras sete pessoas, neste domingo, na Califórnia, ainda está na fase inicial de investigações. Informações preliminares divulgadas pela imprensa norte-americana garantem que as condições climáticas eram tão ruins que a polícia não operou com aeronaves pela manhã no condado de Los Angeles.

“As condições climáticas não estavam de acordo com os nossos padrões mínimos de voo”, afirmou Rubenstein, porta-voz da divisão de auxílio ao tráfico aéreo do Departamento de Polícia de Los Angeles. A nebulosidade era “tão forte que nós não estávamos realizando voos.” Médicos legistas disseram que o terreno onde a aeronave caiu é irregular e isso dificulta o trabalho da perícia.

Adiado
A partida entre Los Angeles Lakers e Los Angeles Clippers, prevista para ocorrer à meia-noite (horário de Brasília), na terça-feira, foi adiada. A justificativa foi a de que os jogadores do Lakers, ex-equipe de Kobe, não têm condições psicológicas de entrar em quadra, por causa da morte do ídolo.

 


Link original: https://www.jj.com.br/esportes/fas-de-jundiai-lamentam-a-morte-de-kobe-bryant/
Desenvolvido por CIJUN